Últimas do Mix

Flamengo sofre com gramado encharcado e perde para o Juventude no Brasileirão

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/ FLAMENGO


Neste domingo (27), o Flamengo perdeu para o Juventude por 1 a 0, no Estádio Alfredo Jaconi, em jogo válido pela sétima rodada do Brasileirão. Com péssimas condições de jogo, por conta do gramado alagado, o Mais Querido sofreu para chegar ao ataque e, com falha de Matheuzinho, acabou derrotado. Com o resultado, o Rubro-Negro estagnou no meio de tabela, com nove pontos ganhos.

O JOGO

Sob forte chuva em Caxias do Sul, o campo do Estádio Alfredo Jaconi ficou ‘alagado’, dificultando a troca de passes na partida. Acostumado a ter a posse da bola, o time do Flamengo tentou controlar as ações do jogo, mas esbarrou nas possas d’água. Em contra-ataque, foi o Juventude que teve a primeira chance marcar. Guilherme Castillo conduziu no meio-campo e arriscou de fora da área, mas parou nas mãos de Diego Alves.

Já com dez minutos de jogo, o Flamengo ainda não havia se acostumado com a condição do gramado e tentava chegar ao campo ofensivo com ‘chutões’, mas sem êxito. Enquanto isso, o Juventude, jogando em casa, conseguia encaixar os contra-ataques na velocidade e leva mais perigo ao gol rubro-negro.

Aos 25 minutos, Matheuzinho tentou recuar bola rasteira para Diego Alves, e o gramado não perdoou. A bola parou na possa d’água na entrada da área e ficou em perfeitas condições para Matheus Peixoto, que bateu com força no gol rubro-negro e abriu o placar. 1 a 0 para o Juventude.

Após o gol, o Flamengo passou a controlar mais a posse de bola, contudo, ainda encontrava muitas dificuldades de trocar passes no campo ofensivo. Por isso, aos 35, Ceni resolveu apostar de vez na bola aérea e fez a primeira mudança no time, ainda no primeiro tempo. Michael, que pouco participou do jogo, deu lugar ao garoto Rodrigo Muniz, que formou trio de ataque com Bruno Henrique e Pedro.

Na volta dos vestiários, o Flamengo foi em busca do empate e chegou perto logo nos minutos iniciais. Aos três, após cobrança de falta de Vitinho, a bola parou em Bruno Henrique, que cruzou e acertou no defensor do Juventude, que quase marcou o gol contra. No lance seguinte, em cobrança de escanteio, Filipe Luís pegou a sobra e bateu com perigo no gol. Após as dificuldades no primeiro tempo, a equipe rubro-negra parecia se acostumar mais com a situação do gramado.

Contudo, o ímpeto ofensivo nos minutos iniciais não facilitou o jogo do Flamengo, que continuava ‘brigando’ contra o gramado em busca do gol de empate. Dessa forma, o time rubro-negro apostava na bola parada para vencer a defesa do Juventude. Aos 16, em cobrança de escanteio, a bola sobrou no alto para Bruno Henrique, que emendou uma bicicleta e, por muito pouco, não fez uma ‘pintura’ no Alfredo Jaconi.

Aos 22, foi a vez de Pedro, que dominou na entrada da área, girou para cima do zagueiro adversário e, com o pé direito, chutou com perigo raspando a trave do Juventude. Aos 28, o centroavante do Flamengo teve mais uma oportunidade, desta vez de cabeça, mas parou na defesa do goleiro.

Aos 35, Rogério Ceni fez mais alterações na equipe. Filipe Luís saiu e deu lugar para Renê na lateral esquerda. Contudo, a principal novidade foi a entrada de Thiago Maia, que voltou aos gramados após sete meses de recuperação de lesão no joelho.

Já nos minutos finais da partida, o Juventude tentava a todo custo parar o jogo e, com faltas, impedia a transição ofensiva do Flamengo. Dessa forma, o time mandante minou o jogo do Mais Querido, que amargou a primeira derrota fora de casa na temporada.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 1 X 0 FLAMENGO

Local: Estádio Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS)
Data: 27/06/2021, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Thiago Luis Scarascati (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)

Cartão amarelo: Vitor Mendes e Matheus Peixoto (Juventude) e Matheuzinho (Flamengo)

Gol:
Juventude: Matheus Peixoto, aos 24' do 1ºT

JUVENTUDE: Marcelo Carné; Michel, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Elton, Matheus Jesus, Guilherme Castilho e Wescley (Chico); Paulinho Bóia (Marcos Vinicios) e Matheus Peixoto (Fernando Pacheco)
Técnico: Marquinhos Santos.

FLAMENGO: Diego Alves; Matheuzinho (Rodinei), Willian Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); João Gomes (Hugo Moura), Diego (Thiago Maia), Vitinho e Michael (Rodrigo Muniz); Bruno Henrique e Pedro
Técnico: Rogério Ceni.

Fonte: Coluna do Fla

Nenhum comentário