Últimas do Mix

Mario Frias diz que Museu da Língua Portuguesa vandaliza cultura ao usar pronome neutro ‘todes’

Secretário da Cultura Mário Frias
Secretário da Cultura Mário Frias Foto: Divulgação


O secretário especial da Cultura, Mario Frias, condenou o uso do pronome neutro “todes” pela redes sociais oficiais do Museu de Língua Portuguesa.

“O Governo Federal investiu R$ 56 milhões nas obras do Museu da Língua Portuguesa, para preservarmos o nosso patrimônio cultural, que depende da preservação da nossa língua. Não aceitarei que esse investimento sirva para que agentes públicos brinquem de revolução”, postou Frias no Twitter. “Tomarei medidas para impedir que usem o dinheiro público federal para suas piruetas ideológicas. Se o governo paulista se comporta como militante, vandalizando nossa cultura, não o fará com verba federal.”

O Museu da Língua Portuguesa causou polêmica ao adotar a escrita de pronome neutro (sem gênero) em seus perfis nas redes sociais. Em 12 de julho, a instituição fez um post em que aparece escrito o termo “todes”, apesar de ele ser inexistente nas normas oficiais do idioma.

“Nesta nova fase do MLP, a vírgula –uma pausa ligeira, respiro– representa o recomeço de um espaço aberto à reflexão, inclusão e um chamamento para todas, todos e todes os falantes, ou não, do nosso idioma: venham, voltamos”, diz a publicação. Sempre que há polêmicas envolvendo gênero, sexualidade e pautas mais ligadas à esquerda, Mario Frias costuma fazer barulho nas redes sociais.






Fonte: Folhapress

Nenhum comentário