Últimas do Mix

Autônomo realiza o sonho da casa própria ao se mudar para o Residencial Cidadão Manauara 2

Foto: Altemar Alcântara/Semcom
O que parecia ser apenas um sonho distante se transformou em uma nova realidade, cercada de esperança, projetos e dignidade para o autônomo Raimundo Cinézio, 53 anos, e sua família, novos moradores do residencial multifamiliar de interesse social Cidadão Manauara 2, etapa B, no bairro Santa Etelvina, zona Norte. Os apartamentos fazem parte do programa habitacional da Prefeitura de Manaus que integra o programa federal “Casa Verde e Amarela”, do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Contemplado no sorteio realizado pela Caixa Econômica Federal no mês de julho, Raimundo Cinézio não escondeu a sua felicidade ao entrar pela primeira vez no seu apartamento, onde irá morar com sua esposa e filho, ambos portadores de esclerose tuberosa, uma desordem multissistêmica da migração, proliferação e diferenciação celular, resultando no desenvolvimento de tumores benignos, que podem atingir várias membros do corpo, incluindo órgãos.

Foto: Altemar Alcântara/Semcom
“Eu estou muito feliz. Era um sonho que eu tinha na minha vida para dar esse conforto para minha família. Só estava esperando entregarem a chave. Então, eu tenho que agradecer primeiro a Deus, agradecer ao prefeito, que ele está trabalhando muito bem. Eu estou me sentindo muito feliz, porque eu não vou mais pagar aluguel. Agora estou na minha casa”, enfatizou o comtemplado.

Raimundo informou que já estava cadastrado no sistema da prefeitura há mais de cinco anos e nunca tinha recebido um telefone atualizando a sua situação. Ele revelou que o tratamento mudou durante a gestão do prefeito David Almeida.

O autônomo afirmou que essa será a primeira vez que irá morar em uma residência própria e que o programa social do município era a sua única esperança.

Foto: Altemar Alcântara/Semcom
“Teve muita luta com a minha família. Eu não tinha paradeiro certo com eles. Quem mora alugado vai para um canto, vai para outro. E era muita luta que eu tinha sempre, porque não tinha condições de comprar uma casa própria. Eu não tenho renda nenhuma porque eu cuido deles, não trabalho. A minha vida é cuidar deles. Por isso, a maior esperança era esse programa que era que eu tinha me inscrito. Graças a Deus, eu fui contemplado”, finalizou.

Residencial
Cada torre do residencial Cidadão Manauara 2 tem cinco andares, sistemas de gás encanado e de água, além de instalações hidrossanitárias.

Foto: Altemar Alcântara/Semcom
Os apartamentos são adaptados, atendendo à Norma Brasileira (NBR) nº 9.500, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que trata da acessibilidade a edificações, mobiliários, espaços e equipamentos urbanos para PcDs, inclusive nas áreas comuns.

Os moradores serão isentos de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), como medida da gestão David Almeida, por lei municipal.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário