Últimas do Mix

Cachorros de canil são mortos na Austrália para evitar infecções por Covid-19

 

© Reprodução/Pixabay

O governo de Bourke Shire, na Austrália, realizou a eutanásia de 15 cachorros para evitar a viagem de voluntários da cidade de Cobar que levariam os animais para um abrigo.

Segundo o governo local, o deslocamento até o canil não poderia ocorrer, uma vez que o estado de Nova Gales do Sul está em bloqueio total devido ao aumento de casos de Covid-19, causados pela variante delta.

O conselho da região informou que os cães estavam no canil desde o início de agosto, que o local estava superlotado e dois animais estavam atacando um ao outro. De acordo com as autoridades locais, o governo também estava há duas semanas em contato com voluntários, que não puderam fazer a retirada dos pets.

“Tentando impedir as pessoas de outras comunidades de entrarem em Bourke, dado o nível de vulnerabilidade da comunidade e o fato de todas as regiões de Nova Gales do Sul estarem sob ordens de permanência em casa, foi tomada a decisão junto do conselho de sacrificar os cães”, explicou o governo.

O caso gerou revolta nas redes sociais e o Escritório de Governos Locais (OLG) afirmou que uma investigação sobre o caso está em andamento. Procurado pela emissora ABC News, o OLG relatou que foi “informado de que o conselho decidiu tomar esta ação para proteger seus funcionários e a comunidade, incluindo populações aborígenes vulneráveis, do risco de transmissão de Covid-19”.




Fonte: Istoé

Nenhum comentário