Últimas do Mix

Criança diz ter morrido no ataque às torres gêmeas e família acredita em reencarnação

 

Reprodução - Instagram

O atentado ao World Trade Center, nas Torres Gêmeas na cidade de Nova York, completou 20 anos no último 11 de setembro. Com isso, teorias e histórias sobre a tragédia ressurgem. A história de uma criança que “teria morrido” no ataque chama a atenção dos pais.

O pequeno Cade nasceu em Land O’Lakes, na Flórida, em 2004. Aos 3 anos, porém, ele começou a contar de como teria morrido durante o atentado.

Na época, ele tinha muitos pesadelos. Certa noite acordou gitando, chamando por sua mãe, que havia sonhado que caía de um grande prédio, de uma sala onde era possível ver a Estátua da Liberdade.

Os pais do menino, no entanto, garantem que Cade nunca havia visto imagens ou tido acesso a informações sobre o 11 de setembro. As informações são do UOL.

Os detalhes impressionam porque a criança nunca sequer esteve em Nova Iorque, além de serem fiéis aos acontecimentos registrados há 20 anos. Ele conta que caiu e ficou machucado em meio aos escombros e faz desenhos da tragédia.

Os pais do garoto acreditaram que o menino apenas tinha a imaginação muito fértil  e esqueceram o assunto. Com o tempo algo, porém, Cade passou a se interessar por aviões, tanto que até fez um desenho que lembra a cena do atentado.

A família ficou abalada e acredita que tantos detalhes apontam para uma explicação: Cade é uma reencarnação de uma das pessoas que morreram no atentado terrorista no 11 de setembro.




Fonte: ND +

Nenhum comentário