Últimas do Mix

Diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil aumenta chances de cura


                                                             Foto:divulgação


Um simples hemograma pode revelar sinais de uma leucemia”. Esse é o alerta da médica hematologista pediatra, Socorro Sampaio, durante a abertura da programação do Setembro Dourado, realizada nesta quarta-feira (1º), pela Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam).

Setembro recebe o tom dourado para conscientizar sobre o câncer em crianças e adolescentes. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca) as leucemias e os linfomas são os tipos de cânceres mais frequentes na faixa etária de 0 a 18 anos. No Amazonas, o Hemoam é responsável pelo diagnóstico e tratamento de pelo menos 50% dos casos de câncer infantojuvenil atendidos pela rede pública de saúde.


Dados 

Desde o início deste ano a Fundação já registrou 46 novos casos de câncer entre o público de 0 a 18 anos. Dos quais 76% correspondem às leucemias (câncer que atinge a medula óssea) e 24% aos linfomas (câncer do sistema linfático). A instituição atende pelo menos 50% dos casos de câncer nessa faixa etária, em nível estadual. Os números atuais representam um aumento de 24% em relação ao mesmo período de 2020.


Quimioterapia e Transplante

O tratamento das leucemias e dos linfomas é realizado principalmente com quimioterapia. A administração dos quimioterápicos é a prioridade e apresentam maior taxa de cura na maioria dos casos, de acordo com Socorro Sampaio. As chances de cura com a quimioterapia variam de 50% a 80%, dependendo do caso.

Nenhum comentário