Últimas do Mix

'Não podemos aceitar mais prisões políticas no nosso Brasil', diz Bolsonaro em discurso a manifestantes no 7 de Setembro

 

Foto: Reprodução/Facebook / BBC News Brasil

Em discurso para apoiadores nas manifestações desta terça-feira na Esplanada dos Ministérios, o  presidente Jair Bolsonaro afirmou que os atos de 7 de setembro são um ultimato para todos os que estão na Praça dos Três Poderes, "inclusive eu, o presidente da República". 

"Não podemos aceitar mais prisões políticas no nosso Brasil. Ou o chefe desse Poder enquadra o seu ou esse Poder pode sofrer aquilo que nós não queremos", discursou o presidente.

"Não são fáceis as decisões. Não escolham o lado do conforto, sempre estarei ao lado do povo brasileiro. Esse retrato que estamos tendo nesse dia é de vocês. É o comunicado, é um ultimato para todos que estão na Praça dos Três dos Poderes, inclusive eu, o presidente da república", afirmou. 

Ao discursar para apoiadores na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que um chefe de Poder deve "enquadrar o seu" ou vai "sofrer aquilo que não queremos". Ele não citou nominalmente a quem se referia, mas criticou quem estaria, "barbarizando a população".

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é o principal alvo das manifestações de apoiadores de Bolsonaro.

O magistrado conduz um inquérito para investigar atos antidemocráticos durante os eventos convocados pelo presidente neste 7 de setembro.

"Não mais aceitaremos qualquer medida, qualquer ação ou qualquer sentença que venha de fora das quatro linhas da Constituição. Nós também não podemos continuar aceitando que uma pessoa específica da região dos Três Poderes continue barbarizando a nossa população."




Nenhum comentário