Últimas do Mix

Prefeito David Almeida ratifica combate às ocupações irregulares como forma de diminuir prejuízo causados à população

 Nesta sexta-feira, 29/10, o prefeito de Manaus, David Almeida, voltou a afirmar que irá combater as ocupações irregulares existentes na capital do Amazonas. O anúncio aconteceu durante vistoria a áreas atingidas por erosões na zona Norte e Sul, causadas por construções irregulares em áreas municipais.

De acordo com o chefe do Executivo municipal, a entrada emergencial da Prefeitura de Manaus em áreas de erosão causa prejuízos financeiros ao município, que deixa de realizar uma melhoria na cidade para recuperar áreas destruídas por ocupações irregulares. 

“Se a gente entra de forma emergencial, é para salvar, livrar de um prejuízo maior. Mas o prejuízo já foi causado, infelizmente. A gente vai trabalhar para corrigir essas ocupações, diminuir essas ocupações, porque temos mais de 40 áreas como essa na cidade de Manaus”, enfatizou Almeida. 

David Almeida fiscalizou a recuperação da área atingida por erosão na rua 163 do Nova Cidade, localizada na zona Norte. No local, ele determinou a retirada dos muros da construção irregular que causou um desbarrancamento. 

“Passaram um muro e começaram a construir de forma irregular, causando todo esse prejuízo para o contribuinte e para a Prefeitura de Manaus. Vamos atacar com força total esse tipo de ocupação. Determinei a derrubada de todos esses muros, porque essa área é uma área verde institucional e vamos demolir tudo o que está aqui. São ocupações irregulares que causam prejuízos tremendos para a prefeitura e olha o tamanho do problema que isso ocasiona. Até a rua já está toda comprometida, toda rachada, com risco de desmoronamento”, destacou o prefeito. 

Outro ponto vistoriado foi a erosão localizada na rua Manoel Ribeiro, no Mauazinho, zona Sul. No local, a obra já está em fase avançada de recuperação.

O prefeito de Manaus afirmou que a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) irá construir uma praça no local, evitando assim novas ocupações irregulares.

 

Nenhum comentário