Últimas do Mix

Empresa de primos do senador Eduardo Braga vira alvo da PF por sonegação de tributos

Foto: Montagem/Victória Cavalcante/Mix de Notícias
Volta e meia vemos o senador Eduardo Braga (MDB-AM), defendendo com unhas e dentes a Zona Franca de Manaus (ZFM), é um gesto louvável e admirável, e claro, é o mínimo que a população espera, mas hoje, chegou a tona, um assunto que pode revelar até que ponto a ZFM faz parte dos interesses políticos da família Braga.

Nesta quarta-feira (17), foi deflagrada pela Polícia Federal e pelos Ministérios Públicos Federal (MPF) e Estadual (MPE), a 'Operação Francamente', que investiga fraudes na comercialização de veículos produzidos na Zona Franca e vendidos fora do Amazonas, sem o devido pagamento de tributos, tendo como principal alvo a loja Braga Veículos.

A empresa Braga Veículos tem capital social de R$ 24,8 milhões e é administrada pelos primos do senador Eduardo Braga, João dos Santos Braga Neto e Maria de Fátima Pinheiro Braga Roman que são filhos de João dos Santos Braga Júnior, ex-senador que morreu em 2015.

Durante a operação, muitas joias e uma alta quantia em dinheiro foram apreendidos pela PF dentro de um cofre da loja Braga Veículos, investigada por supostamente integrar um esquema de beneficiamento fiscal, para adquirir veículos novos por um valor menor e vender fora do Amazonas, sem pagar as devidas tributações legais ao estado. Para que os veículos sejam levados para outras regiões do Brasil, é preciso que haja formalização junto à Receita Federal, que poderá ou não retirar a restrição tributária no CRLV.

Em nota, o grupo Braga afirmou que os investigados seriam os revendedores e que as "joias e valores em espécie veiculados na mídia informam que se tratam de bens pessoais dos sócios do grupo, devidamente declarados em seus impostos de renda".

Até o momento da publicação dessa matéria, o senador Eduardo Braga não se pronunciou sobre o assunto que envolve integrantes de sua família. 

Nenhum comentário