Últimas do Mix

Família compra raposa pensando que animal era filhote de cachorro

 

Reprodução

Uma família de Lima, no Peru, foi surpreendida ao perceber que o filhote de Husky Siberiano que haviam comprado de uma pessoa era, na verdade, uma raposa. De acordo com Maribel Sotero, o filho havia pedido para comprar um cachorrinho.

Eles entraram em contato com um criador de animais que vendeu o filhote, por cerca de 52 soles peruanos, aproximadamente 72 reais. O menino apelidou o pet de ‘Run Run’ (Corra Corra) e o criou como um animal de estimação. No entanto, com o passar do tempo, o animal se tornou cada vez mais agressivo com os membros da família.

O pai da criança logo notou os sinais de que não estavam criando um Husky Siberiano e sim uma raposa. Ele disse que também percebeu que o cheiro das fezes e da urina do animal era mais forte do que a maioria dos excrementos dos cães.

Conforme a família, o animal fugiu durante uma tempestade e agora tem causado prejuízos para a comunidade. O animal se alimenta de galinhas, patos e porquinhos-da-índia.  “Às vezes, ele come quatro ou cinco porquinhos-da-índia e eu tenho que pagar por eles. ‘Nós pensamos que ele era um cachorrinho de raça pura”, contou Maribel.

Os pais do menino pediram às autoridades locais que intervenham e levem a raposa para seu habitat natural. Após ser capturada, a raposa deve ser levada ao zoológico para viver uma vida mais tranquila.

Walter Silva, veterinário e especialista em vida selvagem, disse que muitos animais selvagens são trazidos por traficantes. O comércio ilegal de animais é crime no Peru e acarreta penas de três a cinco anos de prisão.




Istoé*

Nenhum comentário