Últimas do Mix

Pênis de turista apodrece após picada de cobra na África

 

Freepik

Após ter o pênis mordido por uma cobra naja (Naja annulifera) na África do Sul enquanto estava na privada, um turista holandês precisou passar por uma cirurgia reconstrutiva no órgão sexual, que tinha começado a apodrecer.

A vítima de 47 anos sofreu necrose escrotal após o ataque da serpente, que estava escondida no vaso sanitário, de acordo com o relato publicado na edição de novembro da revista científica Urology Case Reports.

Segundo o jornal americano New York Post, esse é o primeiro caso de necrose genital causada por essa espécie de cobra. O homem, que não teve a identidade revelada, precisou esperar três horas antes de ser levado de helicóptero ao centro de saúde mais próximo, a cerca de 560 km de distância.

“Notou-se que seu pênis e escroto estavam inchados, de cor púrpura profunda e doloridos quando foi admitido no hospital. Assim que a necrose escrotal foi diagnosticada, ele recebeu múltiplas doses de soro antiofídico e antibióticos de espectro amplo”, diz o relatório médico citado pelo periódico.

O homem apresentava vômito e sensação de queimação, bem como dor que subiu da virilha para o abdômen e parte superior do tórax, embora não tenha desenvolvido sintomas neurológicos durante a internação hospitalar, informa o jornal.

Como sofreu uma lesão renal aguda antes de ser submetido à cirurgia reconstrutiva, precisou de hemodiálise, de acordo com o New York Post.

“A necrose escrotal envolveu toda a fáscia [pele que envolve o escroto], que foi retirada. O fechamento primário foi realizado, deixando um dreno no local”, diz o estudo publicado na Urology Case Reports e citado pelo periódico.

O pênis recebeu uma prótese e após nove dias, o paciente foi encaminhado de volta para a Holanda. Posteriormente, um cirurgião plástico realizou um desbridamento [retirada de pele necrosada] da haste peniana. Um enxerto da virilha foi então colocado sobre o pênis e ele se recuperou totalmente, diz o New York Post.




TrendsBR*

Nenhum comentário