Últimas do Mix

Preguiça ou inexperiência? Vereadores novatos de Manaus são menos produtivos e apresentam menos projetos de lei

Foto: Divulgação
Em novembro de 2020, a população votou e acreditou em novos rostos para ocuparem a Câmara Municipal de Manaus (CMM) em 2021, a insatisfação foi tanta que resultou na renovação de 56% da Câmara.

Nas eleições municipais do ano passado, o que mais foi debatido pelos eleitores foi: “queremos novos representantes, estamos cansados de pessoas que querem viver de política”, sentimento que ficou explícito no resultado das urnas.

Atualmente, dos 41 vereadores, 23 foram eleitos em primeiro mandato ou mandatos isolados, e apenas 18 conseguiram reeleição, entretanto, quando se fala em apresentação de Projetos de Lei (PL), os novatos não estão conseguindo cumprir suas promessas de campanha.

Os novos vereadores são:  João Carlos (Republicanos); Capitão Carpê Andrade (Republicanos); Amom (Podemos); Kennedy Anjos (PMN); Thaysa Lippy (PP); Eduardo Alfaia (PMN); Wanderley Monteiro (Avante); Dr. Eduardo Assis (Avante); Dr Daniel Vasconcelos (PSC); Sandro Maia (DEM); Rodrigo Guedes (PSC); Marcio Tavares (Republicanos), Caio André (PSC); Raiff Matos (DC); Ivo Neto (Patriota); Allan (PSC); Yomara Lins (PRTB); Jander Lobato (PTB); Dione Carvalho (Patriota); William Alemão (Cidadania); Elan Alencar (PROS); Peixoto (PTC) e Lissandro Breval (Avante).

Os vereadores reeleitos, que são apenas 18, são: Joelson Silva (Patriota); Professora Jacqueline (Podemos); Rosivaldo Cordovil (PSDB); Raulzinho (PSDB); Jaildo Oliveira (PCdoB); Marcel Alexandre (Podemos); Marcelo Serafim (PSB); Rosinaldo Bual (PMN); Fransuá (PV), Professor Samuel (PL), Diego Afonso (PSL) e Glória Carrate (PL); Mitoso (PTB); Sassá da Construção Civil (PT); Bessa (Solidariedade); Wallace Oliveira (PROS); Everton Assis (PSL) e David Reis (Avante).

Muitas pessoas não sabem, mas um vereador é um funcionário público, e por isso deve atender as demandas da população, tais como: legislar, representar a sociedade em sua pluralidade de interesses e fiscalizar a atuação do Executivo.

Promessas, cobranças e o discurso de renovação foram um prato cheio para os candidatos a vereadores que, na época, convenceram a população de quem seriam diferentes e que assim como seus eleitores, estavam cansados da 'velha política', mas vamos aos números?

Estamos nos aproximando de dezembro, e desde o início do ano, os vereadores novos que são em maior número elaboraram apenas 447 Projetos de Lei, enquanto os reeleitos apresentaram 513.

Segundo dados do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), os vereadores de Manaus criaram 960 proposituras até o último dia 26 de novembro.

O vereador Márcio Tavares, tem 63 proposituras elaboradas e se destaca como vereador eleito com mais propostas, seguido de Peixoto e da vereadora Yomara Lins, onde ambas apresentaram 35.

Já o vereador Dione Carvalho é o 'lanterninha'  dos parlamentares, no ano todo,  ele elaborou apenas três propostas.

Agora, entre os reeleitos, o vereador Fransuá se destaca como o que mais protocolou projetos na CMM, um total de 137; seguido de Marcelo Serafim, que apresentou 110 PLs. E com apenas cinco propostas, o presidente da Casa Legislativa, vereador David Reis se consolida como menor destaque entre os reeleitos.

Nenhum comentário