Últimas do Mix

Torcedor revoltado interrompe repórter ao vivo: “Jornalixo”

Foto: Reprodução

Estamos acostumados, infelizmente, a ver anônimos interromperem transmissões ao vivo na TV para protestar contra determinadas emissoras por questões partidárias e ideológicas. Mas acontece também pela paixão pelo futebol.    

Em Portugal, o repórter Pedro Neves de Sousa passava informações sobre o esporte, ao vivo no canal CMTV, quando um jovem torcedor o interrompeu.

Torcedor do Benfica, o rapaz demonstrou indignação com a emissora considerada sensacionalista. “Vocês são uma vergonha”, disse, repetidas vezes, ao cercar o jornalista. “O que vocês fazem é jornalixo.”

Acuado, Pedro tentou se desviar do invasor para continuar o link. Outro torcedor surgiu e também começou a falar contra a TV. Desorientado, o repórter teve sua imagem tirada do ar.

«Vocês [CMTV] são uma vergonha. Não respeitam o Benfica. O que vocês fazem é jornalixo» ❤ pic.twitter.com/N81xmcSmYm

No Brasil aconteceram situações mais graves nos últimos anos. Equipes da Globo e GloboNews sofreram ameaças de agressão física. Em alguns casos, a polícia precisou ser chamada para fazer a escolta dos profissionais de TV.

Em outubro de 2021 ocorreu um caso extremo. O repórter-cinematográfico Leandro Matozo ficou com o rosto ensanguentado após ser atacado por um apoiador do presidente Jair Bolsonaro, que gritava contra a Globo, na área externa da Basílica de Aparecida, no interior paulista.

Sala de TV

Nenhum comentário