Últimas do Mix

Hematomas em criança autista faz mãe denunciar creche à polícia em SC

Foto: Arquivo pessoa

 A mãe de uma criança autista de dois anos e seis meses de idade de Itajaí, em Santa Catarina, registrou boletim de ocorrência na polícia contra uma creche do município, onde a menina estuda, por causa de hematomas na pele da menina. A prefeitura disse ter instaurado processo investigativo para apurar as supostas agressões.

O episódio ocorreu no dia 9 e foi relatado pela mãe em uma rede social, com fotos de marcas de machucado no corpo da criança. Segundo a postagem, preocupada com o período de adaptação da filha na creche, naquele dia, pouco menos de uma hora depois de deixá-la na unidade, a mãe ligou para ver como ela estava.

“Eu já escutei minha filha chorando, quando perguntei se era minha filha ela afirmou que sim, eu disse que iria buscar ela”, contou ela, na mensagem.

Ao chegar em casa, a mulher constatou hematomas e marcas de unhas, voltou à unidade, mas não conseguiu descobrir o que houve.

Disseram apenas que a filha teve uma crise, mas que teria sido acolhida com carinho. “Se isso é carinho eu não sei mais o que é violência”, escreveu a mãe.

A mãe registrou boletim de ocorrência, realizou exame de corpo de delito e comunicou o fato ao Conselho Tutelar. Ela também pediu para ver as imagens da câmera de segurança da unidade, mas o acesso foi negado. “Me disseram que só com ordem judicial”, nos contou a mãe.

A criança não voltou mais para a creche. A mulher ainda avalia como vai reinserir a filha no sistema público de ensino.

“Eu não queria mais levar, mais também me sinto na obrigação de levar ela pois como falei ela é autista e precisa desse momento”.

Segundo informações da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso da Polícia Civil em Itajaí, vai ser instaurado procedimento policial para apurar o caso.

A mãe da vítima esteve na delegacia nesta terça-feira (5), prestando mais informações à polícia. Segundo a polícia, no decorrer das investigações será definido quais crimes serão investigados.

A Secretaria de Educação de Itajaí afirmou que concluiu nesta terça o processo administrativo para apurar os fatos ocorridos na creche.

“Todos os depoimentos coletados, de servidores e dos pais da criança, serão encaminhados ao 2º Conselho Tutelar da Comarca de Itajaí para providências. Neste momento, a funcionária suspeita de agressão encontra-se afastada de suas funções”, diz o comunicado.

Ainda segundo a nota, a pasta “aguardará a análise das autoridades competentes sobre o caso para tomada de novas medidas. Destaca ainda que segue à disposição da família para prestar esclarecimentos e o atendimento necessários”.

Fonte: Jornal de Brasília

Nenhum comentário