Últimas do Mix

Mãe diz que filho ficou gago e que não quer comer após ser chamado de 'macaco nojento'

 

Foto: Arquivo pessoal

Priscila Romão, mãe de um menino de oito anos, disse que o filho ficou traumatizado, ao ser chamado de ‘’macaco nojento’’, em um condomínio, em Praia Grande (SP). Ela diz que o filho está isolado e ficou até gago. 

Conforme o G1, em 13 de fevereiro, o menino foi para a área comum do residencial, para brincar. No local, diz o boletim de ocorrência, o pequeno se aproximou de outras crianças e, um deles, de 12 anos, disse que ele não deveria estar ali, em razão da cor da pele [é negro]. 

Ainda conforme o registro, uma menina de 10 anos chamou o filho de Priscila de ‘’macaco, negro, horroroso e nojento’’. Outro, da mesma idade, falou que ali não era lugar da vítima, em razão da cor da pele. 

Romão contou ao site que o filho sempre foi comunicativo, mas que agora está isolado, em razão do trauma. Ela detalhou que, apenas o irmão da menina que xingou o filho dela se mostrou arrependido. 

A mulher acrescentou que a mãe da menina agressora foi ao local e perguntou ‘’o que o garoto fez para a filha dela [reagir assim]?’’. 

"Com muita arrogância, a mãe falou para a menina pedir desculpa. A criança, também arrogante, pediu e foi embora", descreveu Priscila. 

Trauma 

O filho da mulher teve mudança repentina no comportamento e até na fala. 

"Ele não quer comer, não quer brincar e chora o tempo todo. Ele sempre falou tudo certinho, mas ficou totalmente gago", desabafou a mulher. 

O caso foi levado ao conhecimento da Polícia Civil, em um departamento especializado no combate a crimes de intolerância, na capital paulista. 




Topmídianews*

Nenhum comentário