Últimas do Mix

Prefeitura e governo do Estado garantem gratuidade no transporte coletivo aos alunos da rede pública neste mês de fevereiro

Foto – João Viana / Semcom

Com a programação do início do período letivo presencial para a próxima segunda-feira, 14/2, a Prefeitura de Manaus e o governo do Estado decidiram nesta sexta-feira, 12, em reunião realizada na sede do Executivo municipal, no bairro Compensa, zona Oeste, que todos os estudantes dos ensinos infantil, a partir dos 5 anos, fundamental e médio da rede pública terão a gratuidade garantida no transporte coletivo neste mês de fevereiro. A medida visa oferecer mais tempo para o cadastro e atualização dos dados dos alunos no sistema de bilhetagem do passe livre estudantil.

“Todo aluno que já está com o cadastro aprovado no sistema de bilhetagem eletrônica da rede municipal e estadual terá o direito à gratuidade independentemente se o estudante mora distante a um quilômetro ou não da escola. Devido aos ajustes, que estão sendo atualizados no sistema de georreferenciamento, que informa o local da residência do aluno e a escola que ele estuda, o prefeito David Almeida, em conjunto com o governo do Estado, determinou que neste mês de fevereiro seja liberada a gratuidade aos estudantes já cadastrados e que moram próximo a escola ou não”, disse o diretor-presidente do IMMU, Paulo Henrique Martins.

Segundo Paulo Henrique, o programa de georreferenciamento que verifica a distância entre a moradia e a escola do aluno informado durante o preenchimento do cadastro no site estudantes.manaus.am.gov.br foi atualizado e ajustado para que de fato o aluno tenha direito ao benefício da gratuidade no transporte coletivo.

“A gente precisa deixar claro que os alunos que têm direito à gratuidade são aqueles que moram a mais de 1 quilômetro da escola, mas essa distância não pode ser em linha reta e sim pelo trajeto que o aluno caminha até a escola. Essa é a checagem que está sendo aperfeiçoada no programa de georreferenciamento. Por esse motivo, o prefeito David Almeida pediu a garantia que a avaliação do programa estivesse atualizada e não prejudicasse os estudantes“, finalizou Paulo Henrique.

Cadastro

Os estudantes que estão com problemas no cadastro, devem procurar a escola na qual estão matriculados e atualizar os dados para que sejam enviados ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), para que o benefício da gratuidade esteja disponível a esses alunos.

“Os alunos que ainda estão com pendências, principalmente o Código de Endereçamento Postal (CEP) da residência e o CPF, precisam atualizar o mais breve possível. Caso não seja realizada a atualização, o aluno não terá acesso ao benefício da gratuidade”, informou a chefe da Divisão de Atendimento Social do IMMU, Jamily Campelo.

Nenhum comentário