Últimas do Mix

Polícia investiga escola após videos de bebês amarrados

 

Reprodução

Uma escola de educação infantil na Vila Formosa, em São Paulo, é alvo de um inquérito policial por maus-tratos após divulgação de imagens nas redes sociais em que bebês aparecem amarrados, chorando, em um banheiro da instituição de ensino.

O Terra entrou em contato com a SSP (Secretária de Segurança Pública de São Paulo), que respondeu que a investigação está em andamento, e que detalhes sobre o caso serão preservados para "garantir a autonomia do trabalho policial".

Nas redes sociais, mães reclamam de crueldade com as crianças por parte da escola Colmeia Mágica, localizada na zona leste da capital paulista.

O vídeo dos bebês amarradados foi compartilhado por uma mulher que afirma que sua filha morreu após sofrer maus tratos na instituição de ensino. O caso aconteceu em 2010. A menina chegou morta ao hospital após passar mal na escola.

O Terra conversou com a mãe de um bebê que, em novembro do ano passado, ficou internado após passar mal na mesma escola Na ocasião, ela recebeu uma ligação da diretora avisando que a criança estava com febre e pedindo que fosse buscá-lo. A mãe decidiu levar o filho para o hospital e ficou surpresa quando a médica o internou por baixa saturação de oxigênio.

"Agora, veio à tona um relato de uma professora que disse que meu filho foi sufocado por uma auxiliar [da escola], que colocou um cobertor na cabeça dele e o deixou amarrado e trancado", relatou. "Quando voltaram, meu filho estava desmaiado. Ele ficou dois dias internado no oxigênio."




Fonte: Terra

Nenhum comentário