Últimas do Mix

Johnny Depp diz que acusações de Amber Heard são horríveis, ridículas e humilhantes

 

EVELYN HOCKSTEIN/REUTERS

Johnny Depp voltou a se defender das acusações feitas pela ex-mulher Amber Heard. Nesta quarta-feira (25), o ator deu um novo depoimento no tribunal e negou ter agredido a atriz de Aquaman. A audiência também contou com a presença de Kate Moss, que defendeu o astro de Piratas do Caribe.

"Nenhum ser humano é perfeito, com certeza não. Nenhum de nós. Mas, nunca na minha vida eu cometi violência sexual, agressão e todas essas estranhas e ultrajantes histórias de que eu fiz essas coisas e vivi com elas por seis anos enquanto esperava a verdade aparecer", disse Johnny Depp no tribunal.

O ator ainda descreveu as acusações de Amber Heard como "insanas", "hediondas", "ridículas" e "humilhantes". "Não importa o que aconteça, cheguei até aqui, contei a minha verdade e falei do que venho relutantemente carregando nas minhas costas por seis anos", completou.

Por outro lado, Amber Heard segue afirmando que foi vítima de violências durante o período em que foi casada com Depp. A atriz diz que foi vítima de violência doméstica e sexual e descreve o ex-marido como um homem controlador, extremamente ciumento e violento.

Depp e Heard se casaram em 2015 e se separaram em maio de 2016. Na época, a atriz entrou com um pedido de medida restritiva contra o astro, alegando ter sido vítima de violência doméstica. O ator entrou com um processo por difamação contra a ex após ela escreveu um texto em um jornal dizendo que sofria agressão.


R7*

Nenhum comentário