Últimas do Mix

Mulher ‘ressuscita’ durante o próprio velório; ela foi levada às pressas ao hospital

REPRODUÇÃO/YOUTUBE/BUENOS DÍAS PERÚ

A perda de um ente querido é sempre algo difícil de lidar. O sofrimento causado pela morte da pessoa amada é uma situação complicada e dolorosa. Afinal de contas, ter a consciência de que nunca mais vai ver aquela pessoa que se ama é muito triste. Imagina receber a notícia do falecimento e depois ver que a pessoa pode estar viva durante o funeral?

 

Susto, medo e desespero foram provavelmente os sentimentos que passaram as pessoas que estavam participando do funeral de Rosa Isabel Cespedes Callaca. A cerimônia fúnebre que aconteceu no Peru acabou virando o maior alvoroço. O motivo foi que as pessoas que estavam presentes no local escutaram batidas vindas diretas do caixão.

 

Por muito pouco, a peruana não foi enterrada viva. A situação dramática aconteceu no final do mês de abril, precisamente no dia 26, na cidade de Lambayeque. A mulher sofreu um acidente de automóvel. A fatalidade também tirou a vida do cunhado de Rosa Isabel e ainda deixou três sobrinhos em estado grave após a tragédia.

No entanto, a peruana ainda estaria viva e, durante o funeral, começou a se debater no momento que os familiares estavam carregando o caixão. Os parentes ouviram as batidas e logo levantaram a tampa da urna fúnebre. Foi quando notaram que Rosa Isabel ainda estava viva e consciente.

 

Desesperados com a situação, os familiares levaram a mulher às pressas ao hospital com ela ainda no caixão. Após chegar ao local, Rosa recebeu atendimento e ficou viva por algumas horas. Após o período, ela foi considerada sem vida definitivamente, para grande tristeza dos familiares. A situação inusitada provocou a revolta dos parentes da peruana.

 

Depois de passar pela despedida trágica duas vezes, os parentes exigiram que seja realizada uma investigação para averiguar o motivo dela ter sido considerada morta pela primeira vez.

 

Fonte: 1News

Nenhum comentário