Últimas do Mix

Veneno de sapo: bilionário russo morre em circunstâncias misteriosas

 

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

O bilionário Alexander Subbotin, de 43 anos, ex-diretor da empresa de energia russa LUKoil, foi encontrado morto no porão da casa de um xamã nesta semana em Mytishchi, cidade da Rússia. Segundo o tabloide Daily Mail, a suspeita é de que ele tenha se intoxicado após usar veneno de sapo para curar uma ressaca durante um ritual. 

De acordo com o jornal, Subbotin teria procurado os xamãs chamados Magua Flores e Tina Cordoba para o ritual de cura, que consistia em fazer incisões na pele do bilionário e injetar veneno de sapo. Conforme a agência italiana Ansa, a justificativa para o procedimento era o fortalecimento do sistema imunológico. 

Após o ritual, o magnata russo começou a passar mal e teve um ataque cardíaco. O xamã deu um sedativo à base de ervas naturais para Subbotin e deixou ele descansar. No dia seguinte, os xamãs encontraram ele morto e acionaram as autoridades.


O que é o veneno de sapo?

Alvo de estudos de cientistas, o veneno tido como a causa mais provável para a morte de Subbotin é o do sapo norte-americano Bufo alvarius, também conhecido como Sapo do Rio Colorado.

O anfíbio secreta substâncias com propriedades psicoativas. A substância é o 5-MeO-DMT, que é da classe relacionada à dimetiltriptamina (DMT) – que é encontrada em alucinógenos como a ayahuasca.

A droga é estudada para tratamentos de depressão e ansiedade, mas ainda é preciso de mais estudos e uso em pacientes em geral. Mesmo não tendo o uso livre, há locais que usam a substância em rituais, como é o caso do santuário no México Bufo Alvarius Sanctuary.


Terra*

Nenhum comentário