Últimas do Mix

Bolsas de sangue coletadas no Hemoam abastecem 84 unidades de saúde no AM

 

Foto: divulgação

Manaus (AM) – As mais de 32 mil bolsas de sangue coletadas no primeiro semestre de 2022, pela Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), foram distribuídas para 84 unidades de saúde, sendo 39 na capital e 45 no interior do estado. Com doações 28% abaixo das médias diárias, o estoque de sangue do Amazonas está em situação crítica.

Para chegar ao paciente que necessita da transfusão, a bolsa de sangue doada passa por etapas de mensuração, fracionamento e triagem sorológica. Após isso os compostos sanguíneos são distribuídos entre as agências transfusionais, como explica a gerente de captação do Hemoam, Margareth Gato.

“O sangue vai para as urgências, emergências, eles vão para as pessoas que têm doenças hematológicas, nós temos pacientes que precisam de sangue durante uma vida inteira, algumas pessoas sofrem acidentes e precisa com urgência de sangue e também tem aquelas pessoas que vão para uma cirurgia que a gente chama de eletiva, cirurgias que são marcadas, também precisam de sangue”, explicou a gerente.

Uma das unidades que mais utiliza o sistema de doação é o próprio Hemoam. Com o consumo de mais de 980 compostos sanguíneos por mês, a unidade trata de todas doenças relacionadas ao sangue, como a anemia falciforme, doença que acometeu o filho da industriária Leiziane Souza.

Com células sanguíneas mais frágeis que o normal, o jovem frequentemente enfrenta casos de anemia, o que causa a necessidade de fazer transfusão.

“A pessoa está salvando vidas e não sabe. Às vezes as pessoas não sabem o grau de importância que tem, doar sangue é salvar uma vida. Eu sei o quanto às vezes é difícil para ele, às vezes passa de semana com o sangue dele indo para pesquisa para poder achar uma bolsa de sangue para ele, então é muito importante o que essas fazem e elas não sabem”, afirma a mãe.

Além do Hemoam, as bolsas e seus derivados são destinados para hospitais pronto-socorro da capital e do interior, maternidades, institutos de saúde, clínicas e hospitais privados.

Em julho, segundo dados das unidades públicas receberam 3.068 componentes sanguíneos, enquanto que as unidades da rede privada receberam 389.

O Estado realiza, em média, 235 transfusões, por dia, nas unidades hospitalares do Amazonas.


Nenhum comentário