Últimas do Mix

EXCLUSIVO: pai de jovem jogada da ponte em Manaus, detalha crime ao Portal Mix de Notícias

Foto: reprodução 

Em entrevista exclusiva ao Portal Mix de Notícias, o Sr. Alexandre Felipe Pereira Pedroso, pai de Alexia Pedroso, contou detalhes sobre o atentado sofrido por sua filha no ultimo domingo (21), após ela ter sido jogada da ponte da avenida 7 de Setembro, Zona Sul de Manaus pelo próprio companheiro, identificado como Emanuel da Silva Bruce Neto. 

Segundo o pai vítima, o crime ocorreu na madrugada de domingo dia (21), às 04:37 da manhã, sendo que na noite de sábado os dois trabalharam até por volta das  23:40. "Eles não tinham costume de sair todo fim de semana, mas nesse dia eles chegaram do serviço, e se arrumaram juntos, quando em seguida chegou um amigo do trabalho, e sentou no sofá aguardando os dois, uma moça que mora junto comigo saiu com eles, saiu os quatros".  

"Daqui saiu os quatros, no dia até brinquei com ele dizendo: 'você vai com ela hoje?', e ele respondeu sorrindo, "sim, hoje sou o guarda-costas dela''. 

"Eu não sei de fato o que aconteceu", disse seu Alexandre, após ficar sabendo das agressões sofridas pela sua filha.

"Eu resolvi ir dormir,  e às 04:37 da manhã , minha esposa me acordou falando que a Alexia não tinha chegado, e que o casal que tinha ido com eles já estava em casa."

"Nesse momento o casal relatou para mim e para minha esposa que o Emanuel teria ficado enfurecido ao ver a Alexia conversando com um rapaz, e teria saído puxando minha filha pelo braço e tirado ela da festa". 

"Eu disse assim: 'mulher, vamos dormir, notícia ruim chega logo. No momento que eu disse isso meu celular tocou, eu atendi e era dois vigilantes, me perguntando se meu nome era Alexandre, e se eu conhecia a Alexia, eu disse 'sim, ela é minha filha, o que está acontecendo?"' 

"Os seguranças falaram: 'sua filha está aqui, um rapaz jogou ela da ponte, não prestou socorro e foi embora'. No fundo da ligação eu ouvi ela falando, 'é meu pai', e eu pedi pra falar com ela, e ela disse, 'me perdoe pai, por fazer o senhor passar por isso'. Eu perguntei o que aconteceu, ela falou três vezes: 'O Emanuel me jogou da ponte'" .

"Eu peguei um uber, e chegando lá ela estava consciente, deitada no chão com a cabeça perto de um bueiro, ela estava recebendo os primeiros socorros. Eu entrei na ambulância, ela estava imobilizada, o SAMU pediu pra gente manter ela acordada conversando, e chegando ao 28 de agosto, passaram ela pra sala de urgência. Eu pude ouvir os gritos dela vindo do lado de fora a sala e na hora chegou um Policia Civil perguntando sobre a Alexia, ele conversou com a médica depois ele saiu e veio até mim"

"Olha, sou da policia civil, vim colher informações, porque o companheiro dela está lá no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), alegando que ela pulou da ponte tentado ser matar." 

"Eu disse: 'não, a minha filha me afirmou três vezes lúcida que ele jogou ela da ponte. E depois de algumas horas eu fiquei sabendo que ele foi preso.'" 

"Minha filha foi jogada de mais de 15 metros de altura, teve várias leões internas
incluindo, pulmão, fígado, bacia, costelas fraturadas, rins. Alexia passou 48 horas de barriga aberta."

De acordo com o boletim médico, Alexia teve múltiplas fraturas na costela, que acabou atingindo alguns órgãos. Foi realizada uma cirurgia de emergência no fígado e precisou fazer uma drenagem no pulmão, que também foi perfurado.

Alexia segue internada em estado grave mas estável na UTI do hospital 28 de Agosto.
Emanuel da Silva Bruce Neto, foi autuado por tentativa de feminicídio e posteriormente encaminhado para audiência de custódia, onde o Poder Judiciário converteu o flagrante em prisão preventiva. Agora ele se encontra à disposição da Justiça.

Solidariedade

A família de Alexia abriu uma vaquinha online para arrecadar recursos que serão utilizados no tratamento da jovem. “Em nome da família Pedroso e Marupiaras clamamos a Deus e a toda comunidade para ajudá-la a voltar para seus familiares e para seu filho de 3 anos.”

As colaborações podem ser enviadas para o PIX (92) 99229-1370. PIX do pai da jovem, Alexandre Felipe Pereira Pedroso.




Nenhum comentário