Últimas do Mix

Aluno do projeto ‘Aprender lutando’ da Prefeitura de Manaus conquista bronze nos Jogos da Juventude no judô


                                                   Fotos – Cleomir Santos / Semed
 O aluno do 8º ano, Adriano de Lima Sousa, 14, do projeto “Aprender Lutando”, da Prefeitura de Manaus, realizado na Secretaria Municipal de Educação (Semed), conquistou a medalha de bronze no judô, categoria até 50 quilos, pelos Jogos da Juventude, na semana passada, realizado em Aracaju, Recife (RE). O estudante da escola municipal Jornalista Sabá Raposo, bairro Terra Nova, zona Norte, faixa laranja, perdeu apenas para o atleta do Rio de Janeiro (RJ), mas venceu lutadores de Minas Gerais (MG), Sergipe (SE), Santa Catarina (SC) e Ceará (CE).

O aluno participou pela primeira vez em uma competição nacional pelo projeto, desde quando entrou em 2019 no polo na escola municipal Magnólia Frota, bairro Cidade Nova, zona Norte. Além disso, Adriano faz parte da seleção amazonense, e tem dois bronzes no Campeonato Brasileiro de jiu-jítsu em 2018/2019 e foi medalha de ouro, pelo Campeonato Sul-Americano, no Rio de Janeiro, em 2019.

O professor de Educação Física, Dejanir Nunes, 49 anos, faixa preta 4º DAN de judô, faixa preta no jiu-jítsu e técnico da Seleção Amazonense de Judô, responsável pelo aluno, disse que a conquista foi muito mais do que uma medalha de bronze e reflete o trabalho realizado dentro do projeto com os alunos.

“A gente desenvolve o judô de base nas escolas, por meio do judô e do jiu-jítsu. Usamos como ferramenta pedagógica, quando percebemos um atleta de alto rendimento, nós direcionamos. Ele tem 14 anos, mas lutou com atletas de 16 e 17 anos de faixas pretas. Ano que vem, com certeza, com um treinamento, que está tendo vai ser provavelmente campeão. Quero agradecer o incentivo do nosso prefeito David Almeida e da secretária municipal de Educação, professora Dulce Almeida, que agora renovaram nosso estoque com mais de 500 tatames e mais de 300 quimonos para o nosso projeto”, disse.

Para o aluno Adriano de Lima Sousa, o resultado foi muito bom, porque teve que enfrentar lutadores com faixa superior à sua, sem contar a qualidade dos adversários. Ele disse que aprendeu muito com o projeto e ajudou muito em Aracaju.

“Para mim foi importante a medalha, onde fui buscar a medalha de ouro, mas fiquei feliz pelo resultado, por ter lutado em uma categoria muito acima da minha com alunos de outras faixas. Venho de uma base muito boa do projeto, o Sensei Dejanir trabalha muito bem isso. A escola Sabá Raposo é muito boa para nós e também fico feliz de ter representado minha escola, minha academia e meu Estado nos jogos”, comentou.

O diretor da escola, Raimundo Solart, ficou satisfeito com o resultado do aluno, pois acredita muito no projeto não apenas no sentido esportivo, mas como trabalho pedagógico com os alunos.

“Quero parabenizar nosso aluno, mas isso é muito importante, porque serve de incentivo para os outros estarem também participando. Apesar de ser uma escola da periferia, isso pode abrir uma oportunidade para os alunos se sentirem motivados a buscarem também a prática esportiva. O esporte pode transformar as pessoas. Eu também quero agradecer nossa secretária Dulce Almeida e nosso prefeito de Manaus, que sempre estão apoiando essas iniciativas”, completou.


Nenhum comentário