Últimas do Mix

Cruzeiro vence, complica o Vasco, e garante retorno à elite do futebol brasileiro após três temporadas

Cruzeiro venceu e retornou à Série B (FOTO: STAFF IMAGES / CRUZEIRO)

Foram três longos anos de espera, mas a torcida do Cruzeiro pode soltar o grito e comemorar o retorno à elite do futebol brasileiro. Com gols de Filipe Machado, Edu e Luvannor, a Raposa bateu o Vasco por 3 a 0, no Mineirão, e garantiu matematicamente o acesso com 68 pontos. O Gigante da Colina segue no G4 da Série B com 48, mas pode ver o Londrina se aproximar.

Na próxima rodada, o Cruz-Maltino terá pela frente um jogo decisivo contra o Londrina, atual quinto colocado. O confronto será realizado dia 29, às 21h30, em São Januário. A Raposa, por sua vez, entra em campo no dia anterior para medir forças com a Ponte Preta, às 19h, no Moisés Lucarelli.

PERIGO PELO ALTO

No início da partida, o Vasco levou perigo em alguns escanteios cobrados por Nenê. Logo no primeiro minuto, o meia cobrou fechado e obrigou Rafael Cabral a mandar para linha de fundo e afastar da área. Os donos da casa também buscavam, constantemente, as jogadas aéreas e foi, aos poucos, intensificando as transições ofensivas pelo lado.

RAPOSA NA FRENTE

Depois de perder Neto Moura, que sentiu e deixou o gramado aos prantos, a Raposa foi para o ataque. Eguinaldo tentou sair jogando, mas escorregou. Filipe Machado aproveitou o espaço e arriscou de longe. A bola desviou em Danilo Boza e enganou o goleiro Thiago Rodrigues.

CARIMBOU O TRAVESSÃO

Em outra boa investida da equipe celeste, Bruno Rodrigues cobrou falta, de longe, e estremeceu o travessão da meta cruz-maltina. No rebote, Filipe Machado cabeceou, mas Yuri Lara afastou o perigo da área do time carioca. No primeiro tempo, os visitantes pouco assustaram, apenas com os escanteios do início.

ARTILHEIRO CABULOSO

Na volta do intervalo, o Cruzeiro já controlava a partida de forma tranquila, enquanto o Vasco se mostrava ansioso com muitos erros e pouca produtividade. Em rápida jogada de contra-ataque, Wesley Gasolina toca para Bruno Rodrigues disparar e dar o passe para Edu. O centroavante só teve o trabalho de escorar e sair para comemorar.

GOL DO ACESSO

Com tranquilidade, o Cruzeiro dominava o adversário e tinha mais volume de jogo. Na reta final da partida, Marquinhos Cipriano fez grande jogada pela esquerda e encontrou Luvannor. O atacante chutou e a bola desviou, novamente em Danilo Boza, e estufou a rede de Thiago Rodrigues.

FESTA DA TORCIDA

No fim, a torcida celeste fez uma grande festa com direito à presença do investidor Ronaldo Fenômeno. O time agora soma 68 pontos com uma campanha irretocável sob o comando de Paulo Pezzolano.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3X0 VASCO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data e hora: 21/9/2022, às 21h (de Brasília)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa/SP)

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-Fifa/SP)

Cartões Amarelos: Stênio e Kaiki (CRU) / Paulo Victor e Yuri Lara (VAS)

Gols: Filipe Machado (24’/1T) (1-0) / Edu (14’/2T) (2-0) / Luvannor (41’/2T)

CRUZEIRO (Técnico: Paulo Pezzolano)

Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Eduardo Brock; Kaiki (Marquinhos Cipriano (33’/2T), Filipe Machado, Neto Moura (Willian Oliveira (17’/1T), Bruno Rodrigues, Stênio (Wesley Gasolina 12’/2T); Edu (Luvanor 31’/2T) e Lincoln (Daniel Júnior 12’/2T).

VASCO (Técnico: Jorginho)

Thiago Rodrigues, Léo Matos (Gabriel Pec 19’/2T), Danilo Boza, Anderson Conceição, Paulo Victor (Edimar – intervalo), Yuri Lara, Andrey Santos, Nenê (Alex Teixeira 18’/2T); Marlon Gomes (Fábio Gomes 32’/2T), Eguinaldo e Raniel (Figueiredo – intervalo).

Lance!

Nenhum comentário