Últimas do Mix

Prefeitura alerta que febre amarela tem rápida evolução para casos graves, mas pode ser prevenida com vacina gratuita

Foto – Divulgação / Semsa

A Prefeitura de Manaus alerta a população que a vacinação infantil é uma das principais formas de prevenção contra a febre amarela, doença conhecida pela sua rápida evolução para casos graves. A vacina é ofertada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e deve ser administrada em dose única aos 9 meses de idade, e com uma dose de reforço aos 4 anos de idade.

Dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) apontam que, no primeiro quadrimestre deste ano, Manaus estava com apenas 59% de cobertura vacinal contra a febre amarela. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é de 95% de cobertura.

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, orienta os pais ou responsáveis a levarem seus filhos a qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS), portando documento oficial de identificação e a caderneta da criança, para que as equipes verifiquem se a vacina contra a febre amarela precisa ser atualizada ou não.

“Precisamos que os pais participem conosco nos esforços para ampliar a cobertura vacinal da cidade e manter nossas crianças protegidas. A vacina contra a febre amarela é um dos imunizantes considerados prioritários, porque a doença pode causar graves sequelas e até levar à morte, e não podemos permitir que isso aconteça. O cenário da imunização está baixo em todo o país, e precisamos do envolvimento de toda a população para que o Brasil volte a ser referência mundial em vacinação”, afirma Shádia.

O imunizante contra a febre amarela está disponível gratuitamente nas 171 salas de vacina da Semsa, que funcionam em horários estratégicos para facilitar o acesso a todos, inclusive aqueles que só têm tempo à noite ou aos sábados. A lista de endereços e horários pode ser conferida no site da Semsa (semsa.manaus.am.gov.br) ou diretamente no link bit.ly/salasdevacinamanaus.

 

Doença

A diretora de Vigilância Epidemiológica, Ambiental, Zoonoses e da Saúde do Trabalhador, Marinélia Ferreira, explica que a febre amarela é uma doença infecciosa causada por vírus (arbovírus), transmitidos por mosquitos cujos reservatórios naturais são primatas não humanos, que habitam florestas e matas tropicais.

“Nós moramos em uma área endêmica para a doença, por conta do clima e das florestas, e por isso alertamos cada vez mais que a população precisa estar vacinada para se manter protegida contra o vírus. Além das crianças, o público em geral de até 59 anos de idade pode buscar nossas unidades para tomar a vacina, caso tenha perdido a caderneta de imunização e não lembre se tomou a vacina ou não”, diz.

Os sintomas da doença incluem pele e olhos amarelados, febre com calafrios, mal-estar, dor de cabeça, dores musculares fortes, cansaço, vômito, diarreia, entre outros. Marinélia informa, ainda, que a doença pode evoluir e trazer complicações como icterícia progressiva, hemorragias, comprometimento dos rins, pulmão, hepatite, coma hepático, problemas cardíacos, convulsões e delírios, além de levar à morte.

 

Sensibilização

A Semsa está utilizando as redes sociais para relembrar a população sobre a importância das vacinas do calendário básico, estimulando os pais a manterem o cartão de vacina das crianças e adolescentes atualizado. Semanalmente, são divulgadas informações confiáveis e seguras sobre cada imunizante do Calendário Nacional de Imunização.

O público pode acompanhar as publicações e tirar dúvidas nos perfis oficiais da secretaria no Instagram (@semsamanaus) e Facebook (Semsa Manaus). Até então, já foram postados cards sobre a poliomielite, a pentavalente, o rotavírus e a febre amarela.

Nenhum comentário