Últimas do Mix

Prefeito David Almeida anuncia Manaus em 1º lugar no ranking do Previne Brasil pela 3ª vez consecutiva

Foto: Dhyeizo Lemos / Semcom

O prefeito de Manaus, David Almeida, acompanhado pela titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Shádia Fraxe, anunciou nesta sexta-feira, 7/10, que Manaus conquistou, pela terceira vez consecutiva, o primeiro lugar entre as capitais brasileiras no ranking do Previne Brasil, programa do Ministério da Saúde que avalia o desempenho dos serviços ofertados pelos municípios na Atenção Primária à Saúde (APS).

“Nós estamos conquistando os melhores lugares em saúde básica no Brasil pelo terceiro quadrimestre seguido. Um ano seguido com os melhores índices em Saúde da Mulher, do Idoso, da Criança e pré-natal. Manaus é a melhor do Brasil com uma média muito superior ao segundo e terceiro colocado”, afirmou o prefeito.

O Índice Sintético Final (ISF) alcançado por Manaus foi 8,37, considerando a média do desempenho nos sete indicadores avaliados pelo programa. A capital amazonense ficou à frente de Maceió (7,50), Curitiba (7,31), Porto Alegre (7,10), Florianópolis (6,85), Brasília (6,53), Palmas (6,48), Rio de Janeiro (6,24), Natal (6,16) e Porto Velho (6,06).

A avaliação do Previne Brasil é feita a cada quatro meses desde o último quadrimestre de 2021, quando Manaus já estreou no 1º lugar, com nota 8,10 no ISF. A segunda avaliação, no primeiro quadrimestre deste ano, manteve a capital amazonense no topo do ranking entre as capitais, com nota 7,74 no ISF. Os resultados obtidos pelos municípios indicam a qualidade dos serviços realizados e são utilizados como base de cálculo para o financiamento de ações de saúde.

David Almeida frisou que agora a meta da gestão municipal é continuar liderando o ranking e melhorando, cada dia mais, os índices. Para que isso ocorra, o prefeito aproveitou a coletiva para anunciar que irá realizar o chamamento dos 100 primeiros Agentes Comunitários de Saúde (ACS) aprovados no concurso público realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

“Nós estamos trabalhando, estruturando as Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Fizemos o concurso público. Anuncio o chamamento dos 100 primeiros ACSs. Isso vai melhorar ainda mais os nossos índices e a nossa cobertura. Estamos e vamos construir em torno de 12 a 15 UBSs porte lV. São mini-hospitais com capacidade de atender 1200 pessoas por dia em cada unidade. A nossa meta é continuar com a liderança. É difícil chegar nessa posição, porém, mais difícil ainda é se manter em primeiro lugar e Manaus tem conseguido alcançar esses índices”, frisou Almeida.

O Previne Brasil considera a proporção de sete indicadores: gestantes com pelo menos seis consultas de pré-natal, sendo a primeira realizada até a 12ª semana de gestação; gestantes com exames para sífilis e HIV; gestantes com atendimento odontológico realizado; mulheres com coleta de exame citopatológico na APS; crianças de um ano de idade vacinadas com a pentavalente e contra a poliomielite; pessoas com hipertensão, com consulta e pressão arterial aferida no semestre; e pessoas com diabetes e hemoglobina glicada solicitada no semestre.

Questionada sobre os novos desafios, Shádia Fraxe afirmou que a missão é ampliar a rede municipal e atendimento e garantir uma melhor qualidade de serviço para a população manauara. Para isso, ela ressaltou que conta com o empenho dos servidores da saúde que são os maiores responsáveis pelas conquistas.

“Manaus, mais uma vez atingiu o índice de excelência. A gente sabe que temos muito a melhorar em relação a estrutura e vamos atrás desse avanço. Quero agradecer ao prefeito pelo apoio que nos dá para que possamos continuar realizando esse nosso trabalho. Sei que podemos seguir avançando e contamos com os servidores para essa missão. Eles são os principais responsáveis por transformar a Saúde Básica de Manaus em referência para o país”, destacou a secretária.

Nenhum comentário