Últimas do Mix

Professora enfrenta revolta de pais de alunos, mas mantém roupas ‘sexy’ em sala de aula

Buhle Menziwa. Foto: Reprodução/Instagram

Uma professora de ensino fundamental vem sendo duramente criticada por pais de alunos por usar roupas que eles classificam como "inadequadas" e "sexy" na escola, na África do Sul.

Buhle Menziwa, por sua vez, disse que muitas vezes recebe elogios dos alunos e garante que ninguém na escola nunca reclamou das suas roupas.

A professora sul-africana começou a enfrentar a revolta dos pais de alunos em 2019, quando fotos dela se vestindo com roupas mais reveladoras circularam on-line. Buhle enfrentou uma onda de reação depois que pessoas alegaram que ela estava se cobrindo muito pouco para uma escola.

"Eu senti que fui julgada por quem eu sou. Eu sinto que algumas pessoas estão com inveja de mim. E homens estão apenas me cobiçando, eles gostariam de ter uma namorada como eu", disse a professora, de acordo com o "Sun".

As duras críticas não impediram Buhle de se manter fiel ao seu estilo de se vestir em sala de aula. Fotos recentes no Instagram mostram a professora com jeans justos durante uma aula para crianças.

Buhle Menziwa em sala de aula
Buhle Menziwa em sala de aula Foto: Reprodução/Instagram

Buhle, que também é dona de uma marca de moda, segundo seu Instagram, é acusada nas redes sociais de ensinar "a exibir" o corpo.

"Acho que professores hoje em dia na África do Sul pensam que estão lá para mostrar os seus corpos em vez de ensinar realmente. As escolas na África do Sul não têm um código de vestimenta respeitável para seus educadores seguirem?", postou um crítico.

"Você está dificultando que as crianças passem de ano", escreveu outro usuário de rede.

Buhle Menziwa
Buhle Menziwa Foto: Reprodução/Instagram

Em resposta, a professora disse:

"Eu sei que todo mundo me conhece. Estou em todas as redes sociais e no rádio eles estão falando de mim. Eu não estou ensinando o seu filho. Você tem seu filho na minha escola? Você está esquecendo uma coisa: não estou ensinando para pessoas da sua idade. Eu não estou ensinando alunos de 25, 26 a 40 anos. Meus alunos são mais novos, eles não têm a mente pervertida que você tem. Então para."

*Extra

Nenhum comentário