Últimas do Mix

DOENTIO! Homem surta com teste de gravidez de namorada e a esfaqueia até a morte

 

Robert Massey foi condenado à prisão perpétua - Imagem: reprodução/Merseyside Police

Um homem acaba de ser condenado à prisão perpétua por estrangular a namorada e esfaquear seu corpo como um gesto sádico. O crime aconteceu em Haydock, no Reino Unido.

De acordo o jornal britânico The Mirror, Robert Massey, de 43 anos, se declarou culpado do assassinato brutal de Jacqueline Forest durante o processo. As autoridades informaram que o criminoso também abusou do corpo da vítima, que já estava morta.

Jacqueline, apelidada pelos amigos como Jaki, tinha 49 anos. Ela vivia em relacionamento com Massey desde 2020 e os dois moravam juntos em Haydock. No entanto, a vida dela ficou conturbada devido a vários episódios de agressão do companheiro.

Em agosto, o Tribunal de Magistrados de Liverpool determinou que Masseu se mantivesse distante da mulher e do endereço dela, depois de agredi-la. Segundo os promotores, ele também havia invadido o apartamento da vítima com uma arma na mão e a ameaçou. Em seguida, roubou o cartão de crédito dela.

No entanto, um tempo depois, o casal reatou o namoro e Massey voltou a morar na casa de Jaki. Em 30 de agosto, a situação piorou quando o homem começou a ter suspeitas de adultério. Enquanto Jaki tomava banho, ele invadiu o celular dela para ler suas mensagens e encontrou conversas com dois homens, Anthony Murphy e Graham Roberts, que eram grandes amigos da mulher.

Assim que ela saiu do banheiro, Massey a confrontou e os dois iniciaram uma discussão. Em seguida, ele a golpeou na cabeça e colocou as mãos em seu pescoço, para enforcá-la até a morte.

Crueldade

De acordo com a polícia, Massey ficou ainda mais descontrolado quando vasculhou os pertences de Jaki e encontrou um teste de gravidez, sem se atentar ao resultado. Assim que suspeitou que o filho poderia ser de um supostos amantes, ele pegou uma faca na cozinha e esfaqueou o corpo de Jaki na região do útero.

Massey então pegou uma caneta e começou a rabiscar no corpo da mulher, escrevendo "escória" em uma coxa e "bebê" na outra, descreveram os investigadores.

No dia seguinte, ele começou a planejar sua vingança contra Anthony Murphy e Graham Roberts.

Massey atraiu Murphey para o apartamento de Jaki e mostrou-lhe o corpo dela enquanto dizia: "Olha o que você causou". Em seguida, atacou Murphy com a mesma faca com a qual havia esfaqueado a mulher, perfurando-o três vezes nas costas e duas no pescoço antes que a vítima pudesse fugir para um apartamento vizinho em busca de ajuda.

Ele foi levado às pressas para o hospital mais próximo, onde passou por uma cirurgia depois de ter perdido muito sangue e recebeu alta após uma semana.

Massey então foi ao local de trabalho de Roberts, parando no caminho para comprar uma tesoura, antes de lançar outro ataque. O amigo da namorada sofreu facadas no braço direito, peito e atrás da orelha direita antes que ele pudesse fugir. Massey foi preso pela polícia, enquanto outro grupo de agentes encontrou o corpo de Jaki em seu apartamento.

Investigação e processo

Durante a prisão, o homem confessou a autoria do assassinato e dos ataques aos amigos da namorada.

Após examinarem o corpo de Jaki, que estava bastante lesionado devido aos golpes de faca, as autoridades informaram que a vítima não estava grávida.

A Justiça inglesa condenou Massey à prisão perpétua com uma pena mínima de 28 anos. Ele recebeu acusação de homicídio, duas de tentativa de homicídio e uma por posse de arma afiada em local público.


Fonte: Diário de S.Paulo

Nenhum comentário