Últimas do Mix

Famosos lamentam morte de Isabel Salgado, ícone do vôlei brasileiro

 

Imagem: reprodução

Isabel Salgado, ícone do vôlei brasileiro, morreu na manhã desta quarta-feira (16/11). A ex-atleta, que sofria da síndrome aguda respiratória do adulto (SARA), recebeu diversas homenagens nas redes sociais de famosos, além de um post do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva.

A apresentadora Astrid Fontenelle foi uma das primeiras a se manifestar sobre a morte de Isabel e publicou uma foto da ex-jogadora. “O universo nos tirando mais uma mulher incrível, poderosa, gata, politizada. Isabel , do vôlei, do Brasil, faleceu hoje. Tava na equipe de transição, tava bem. Uma forte gripe a derrubou. Não era Covid, mas sim uma dessas bactérias loucas, assassinas. Não tem como não ficar abalada. Mais uma das minhas musas. Queria ter a força dela, a garra dela. Aos familiares, aqueles filhos lindos, meus abraços de mãe. RIP Isabel”, disse.

A atriz Maitê Proença também deixou o seu recado nas redes. “Isabel do vôlei nos deixou. Que ventos malignos levam nossos melhores?! Não foi Covid, foi uma gripe forte com uma dessas bactérias loucas que tomou conta do pulmão de atleta alegre, energética, linda, querida por todos. Meus sentimentos à família”, escreveu.

A jornalista Poliana Abritta relembrou uma conversa com Isabel. “‘Gosto quando você deixa o cabelo desse jeito (todo enrolado)!’, assim ela se aproximou e começamos a conversar. E depois disso, a gente sempre parava o treino na academia um pouquinho pra conversar, principalmente sobre esperança! Era a Isabel… A Isabel do vôlei! A Isabel potência! A Isabel mãe, avó! A Isabel – brasileira – que nos encheu de orgulho! Que eu sempre admirei. E sempre vou admirar! Partiu cedo demais”, homenageou.

Glenda Kozlowski, jornalista esportiva, publicou uma foto com a ex-jogadora e se declarou. “Se eu um dia eu quis jogar vôlei foi por causa dela e da Jacky!! O esporte perde uma voz importante. Muito mais do que talento… que era excepcional… Isabel tinha postura. Tinha coerência. Tinha ideal. Tinha personalidade. Inteligente. Divertidíssima”, escreveu.

“Lutou pelos direitos do esporte. Lutou pela imagem e valorização da mulher atleta. Da mulher e os seus direitos e liberdade. Isabel sempre foi uma mulher à frente do nosso tempo. Nossos encontros eram sempre com conversas profundas sobre a vida, educação, filhos, netos e o futuro do esporte. Aprendi tanto com ela….Hoje é um dia muito triste”, finalizou Glenda.

Além deles, Bia e Branca Feres, do nado sincronizado, os atores Eri Johnson, Gregório Duvivier, Enrique Diaz e Lúcia Veríssimo, a também ex-jogadores de vôlei Ana Moser, também deixaram uma última mensagem à Isabel Salgado.




Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário