Últimas do Mix

Projeto estadual de educação fiscal é finalista em premiação nacional

Fotos: Divulgação / Seduc


O projeto “Educação Cidadã e Consciência Fiscal”, implementado pela Coordenadoria Distrital de Educação 2, nas escolas estaduais da zona sul de Manaus para estudantes de Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano), foi selecionado para concorrer ao Prêmio Nacional de Educação Fiscal, na categoria Instituição. O resultado será divulgado no dia 29 de novembro.

A premiação é um reconhecimento às iniciativas que oferecem soluções inovadoras na área tributária, que geram impacto social e que busquem o desenvolvimento econômico de uma comunidade. O prêmio para a categoria, será R$10 mil reais para o primeiro lugar, R$5 mil reais para o segundo lugar e R$1 mil para o coordenador do projeto

Nas escolas estaduais, as atividades desenvolvidas pelo projeto, consistem em dinâmicas com perguntas e respostas, teatro, corridas, músicas, versos e sorteios. Cinco escolas participaram da iniciativa, que começou em 2021. A Coordenadoria Distrital de Educação 2 terá a idealizadora do projeto, Bárbara Lizardo, como uma representante da premiação, em Brasília.

Rosenildo Silva, assessor do Busca Ativa, programa de combate a evasão escolar, e também desenvolvedor do projeto de educação fiscal, explica que a prioridade é incentivar os estudantes e professores a promoverem e participarem de atividades focadas no exercício da cidadania e no aprendizado fiscal, assim como já é realizado no Novo Ensino Médio (NEM).

“O projeto busca mostrar a necessidade que existe dos Anos Iniciais, em desenvolver o sentimento de pertencimento com o bem público para que os temas da educação fiscal sejam melhor compreendidos e vivenciados nesse período de jornada escolar”, afirma.

A criação e realização do projeto foi idealizada também pela assessora de Programas e Projetos, Bárbara Lizardo, que se mostra satisfeita pela iniciativa. “Para mim foi uma oportunidade única em poder envolver o lúdico em um assunto tão sério que já é presente no Ensino Médio.”

A indicação ao prêmio traz grande visibilidade à educação do Amazonas, como explica a coordenadora distrital em exercício, Josiane Santos. “Foi de grande relevância para todos nós da CDE 2, principalmente em nossas escolas, por despertar em nossos alunos o interesse pelo tema. Além do mais, nos proporcionou uma visibilidade a nível nacional, e isso é muito gratificante”, comemora a coordenadora.

Fonte: Agência Amazonas.

Nenhum comentário