Últimas do Mix

Vale do Javari: Indígena é ameaçada de morte por pescadores armados em Atalaia do Norte

Foto: Divulgação/Comando Militar do Amazônia
Uma mulher indígena da etnia Kanamari, que não teve o nome revelado, afirmou ter sofrido ameaças de morte por dois pescadores que estariam praticando pesca ilegal dentro de uma terra indígena do Vale do Javari, em Atalaia do Norte, mesma região onde o indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips desapareceram e foram assassinados.

As informações foram divulgadas pela União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), que afirmaram que o caso aconteceu no dia 9 deste mês.

"O pescador encostou o cano [da arma] no peito da senhora Kanamari, fazendo ameaças. Inclusive mencionando o caso de Dom e Bruno", afirmou o assessor jurídico da Univaja, Yura Ní-Nawavo Marubo, em entrevista ao G1.

Com a repercussão do caso, a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Amazonas (OAB-AM) se manifestou em solidariedade com as comunidades indígenas que vivem na zona de conflito. 

"Esta Seccional, além de repudiar os fatos narrados, presta solidariedade aos indígenas da Base da frente de Proteção do Itacoaí-Ituí, na terra indígena Vale do Javari, no município de Atalaia do Norte-AM, e em especial a mulher indígena que fora ameaçada naquela oportunidade pelos dois pescadores ilegais", disse a organização em nota. 

A prática de pesca do Vale do Javari é considerada uma atividade ilegal, sendo permitida apenas para alimentação de famílias que moram na região. 

Nenhum comentário