Últimas do Mix

Agentes russos são acusados de rapto de crianças em orfanato da Ucrânia

Imagem: Reprodução/ Notícias ao minuto

Agentes do Serviço Federal de Segurança da Federação Russa (FSB) foram vistos percorrendo um orfanato ucraniano, na região de Kherson, supostamente em busca de crianças para raptar e transformar em soldados de Moscou. Teriam, segundo as autoridades ucranianas, sequestrado um total de 97 órfãos daquela região, para doutrinar a favor da Rússia.

Um vídeo obtido pela Sky News mostra vários agentes daquele organismo russo revistando um orfanato na aldeia de Stepanivka, nos arredores de Kherson, cujo diretor revelou que, quando a cidade foi ocupada pelas forças de Moscou, teve de tomar medidas para proteger as 52 crianças que abrigava.

"Ouvimos propagandistas russos dizendo que precisavam pegar os órfãos para levá-los para escolas militares, doutriná-los e deixá-los lutando pela Rússia", confessou Volodymyr Sahaidak, em declarações ao meio britânico. 

"Foi a coisa mais assustadora, então começamos a esconder as crianças, porque sabíamos que iam levá-las", complementou.

Segundo o diretor, os agentes russos confiscaram não só os registros das crianças, mas também computadores e imagens de câmara de vigilância, para não deixarem rastros.

Contudo, a comunidade uniu-se para proteger os menores, recebendo três ou quatro crianças por residência, e colocando a sua vida em perigo.

Ainda assim, outras 15 crianças foram, depois, recebidas pelo orfanato. No momento da retirada russa daquela cidade, os agentes regressaram e levaram-nas, sem que a instituição pudesse intervir.

“Foram postos em veículos militares e levados [por] soldados com metralhadoras” disse Oxana, professora na instituição, adiantando que “as crianças ficaram com medo e não sabiam para onde estavam a ser levadas”.

De acordo com a investigação da Sky News, este não foi o único orfanato afetado. Crianças entre os três e os cinco anos teriam também sido raptadas de um orfanato no centro de Kherson, segundo testemunhas entrevistadas pelo meio britânico. Na verdade, as autoridades ucranianas alegam que 48 crianças entre os três e os cinco anos teriam sido levadas pelos russos a partir deste orfanato, acionando os serviços secretos da Ucrânia

O governo ucraniano denunciou ainda que 13 mil crianças foram deportadas ou raptadas pelas forças russas no decorrer da guerra, sendo que, na região de Kherson, foram levados um total de 97 órfãos, no momento da retirada.

Lançada a 24 de fevereiro, a ofensiva militar russa na Ucrânia já provocou a fuga de mais de 14 milhões de pessoas, segundo dados os mais recentes da Organização as Nações Unidas (ONU), que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A entidade confirmou ainda que já morreram 6.755 civis desde o início da guerra e 10.607 ficaram feridos, sublinhando, contudo, que estes números estão muito aquém dos reais.



Fonte: Notícias ao Minuto

Nenhum comentário