Últimas do Mix

Gorete Milagres surge de ‘Filó’ e rebate Carlos Alberto de Nóbrega: ‘Perdeu a memória?’

 

Atriz rebateu falas do humorista (Reprodução/Gorete Milagres/Facebook)

A mineira Gorete Milagres decidiu se posicionar acerca da recente declaração do ator e humorista Carlos Alberto de Nóbrega, em bate-papo no podcast de Rafinha Bastos. Na entrevista, o comediante disse que a atriz foi a “pior colega” que ele já teve. Gorete apareceu caracterizada como Filó, a sua personagem de “A Praça é Nossa”, e deu a sua versão dos fato, em vídeo na rede social.

“Gorete tá por aqui, tá tão chateada, que quase deu um derrame cerebral”, diz a personagem. “Tem que tomar cuidado porque a gente vai falar com um senhor de 85 anos. Ô Carlos Alberto, tá bom? Quanto tempo. Eu quero dizer que a Dona Gorete tem muita gratidão, sabe? Pelo emprego… primeiro emprego que ela teve na televisão foi com você. E eu também, né? Porque eu sem ela, nós não exerce”, disse.

“Mas isso não quer dizer que a gente tem que aceitar as não verdades que o senhor anda falando por aí”, continua. “Carlos Alberto, será que isso não é problema de lapso de Covid? Porque você falou lá [na entrevista] que está com lapso de Covid. Quem sabe? Por que você perdeu a memória? Vocês eram tão amigos. Vocês nem brigou, vocês trabalhavam juntos lá na ‘A Praça é Nossa’ e a ‘Praça’ deu muito ibope, você ficou muito feliz, você ia almoçar na casa dela, aqui no departamento em Belo Horizonte. Você não lembra disso não?”, questiona.

Gorete publicou um desabafo na legenda da postagem. “Estou exausta e chateada e achei que relatar os fatos com a Filó ficaria mais leve. O vídeo ficou longo, mas foi necessário! Para mim está claro que fui vítima de uma guerra do IBOPE, ego e vaidade. Há mais de 10 anos eu ouço inverdades e esta mágoa descabida desse senhor”, começa.

“Isto é abusivo, perverso e violento! Chega! Por favor, Carlos Alberto de Nóbrega, me deixa em paz! Descubra o caminho da paz e do amor, ainda lhe resta tempo! Obrigada Marcelo por ainda acreditar que eu poderia alavancar o IBOPE da Praça, que teve grandes perdas. Sorte para você!”, finaliza.


Demissão e salários baixos

A atriz refutou as afirmações do humorista de que ele pagava bons salário em “A Praça é Nossa”, além de outras alegações. “Falou no programa de entrevista que nunca mandou ninguém embora, que nunca puxou tapete e sempre pagou todo mundo muito bem. Vamos lembrar? No dia que você chamou a Dona Gorete e ela me mandou? Foi um encontro mágico. Todo mundo batendo palma, você ficou doido. E disse: ‘Quero te contratar hoje'”, revelou.

Segundo a comediante, o salário não ultrapassava o valor que ela ganhava em shows na capital mineira. “E Dona Gorete disse: ‘Quanto?’. Você falou e ela disse: ‘Isso é muito pouco, isso ela ganha isso em qualquer showzinho em Belo Horizonte’. E você disse: ‘É pegar ou largar!’. Então ela me disse: ‘Filó, Filó, aceite que esse vai ser o melhor e o pior contrato de toda a sua vida’. Não é que foi? Deu ibope, saiu em tudo quanto é jornal, a gente feliz da vida”, relatou.

“Até que seis meses depois, Dona Gorete foi falar com você, que disse que não tinha aumento. Você falou que não tinha aumento, e o Renato Aragão chamou para trabalhar na ‘Turma do Didi’. Quando chegou lá, ele me pegou e queria colocar de perna, minissaia. Nem perna tinha para ser mocinha do programa. Disse, então, que não queria e ficou na geladeira”, disse.


Relação amigável

A mineira ainda salientou que relação dela com Nóbrega continuou amigável mesmo após sua demissão inesperada de “A Praça é Nossa”. A atriz disse que o apresentador “destila ódio” à sua pessoa de 6 em 6 meses, mas não entende as críticas. Ainda segundo Gorete, Marcelo de Nóbrega, filho de Carlos Alberto, fez um convite para ela retornar ao programa e melhorar a audiência.

“Eu não tenho necessidade financeira de voltar para a ‘Praça’, graças a Deus vivo bem, tenho meus empreendimentos. Marcelo me pediu para escrever uma carta a Carlos e eu escrevi, mas não pedi desculpas. Sempre fui grata a ele, mas não tenho respeito por essa pessoa que há mais de 10 anos grita meu nome em vão”, ressaltou.


Entenda

Carlos Alberto de Nóbrega compartilhou, na semana passada, algumas mágoas que guarda de Gorete Milagres, intérprete da personagem Filomena. Durante um bate-papo no podcast de Rafinha Bastos “Mais que 8 minutos”, na última quarta-feira (28), Nóbrega é questionado sobre “quem foi o pior e o melhor comediante” com quem ele trabalhou.

“O melhor foi o [Ronald] Golias, em todos os sentidos. A pior foi a Gorete (…) ela se deslumbrou, e eu é que a trouxe [ao programa]. Eu nunca falei isso”, disse. Durante a conversa, ele conta que quando a atriz mineira recebeu uma proposta para ir para “Os Trapalhões”, da TV Globo, ele a alertou sobre a mudança de emissora.

No entanto, Nóbrega diz ter sido surpreendido negativamente pela atriz, que teria dito ao Silvio Santos que só ficaria na emissora se não participasse mais do “A Praça É Nossa”. “Fiquei sabendo que o Silvio [Santos] tinha ido à casa dela, feito uma proposta milionária para ela continuar no SBT. Uma das cláusulas que ela exigiu [para ficar] era não fazer a Praça, ela se negou a fazer”, afirmou Nóbrega.



Fonte: BHAZ

Nenhum comentário