Últimas do Mix

Advogados de donos do Vitória dizem que não há provas que ligue o casal à morte do sargento

 

                                                                                  Foto:reprodução

Os advogados do empresário Joabson Agostinho Gomes, e da esposa dele, Jordana Azevedo Freire, donos da rede de supermercados Vitória, afirmam que não há nenhuma evidência que ligue os mesmos à morte de Lucas Ramon Silva Guimarães, de 29 anos. 

Lucas era sargento do Exército Brasileiro e foi morto no dia 1º deste mês, dentro de uma cafeteria sua propriedade situada no bairro Praça 14, zona sul de Manaus.

Um indivíduo, ainda não identificado, chegou no local em uma motocicleta estacionou e em seguida entrou no estabelecimento e disparou três vezes contra a vítima que morreu na hora.  

Seis advogados informam que não foi produzida nenhuma prova material que ligue Joabson ou Jordana ou qualquer pessoa que tenha se relacionado com eles à execução da vítima.

“Nada, absolutamente nenhum vestígio ou evidência consegue atrelar diretamente nenhum dos investigados ao fatídico dia em que a vítima Lucas veio a ser cruelmente morta, conforme destacou a própria autoridade policial na entrevista coletiva dada à imprensa local no último dia 21.09.2021”, dizem os advogados.




Nenhum comentário