Últimas do Mix

Dois seguem foragidos após polícia prender suspeito de fuzilar viatura

Foto: divulgação

A polícia prendeu na tarde desta quinta-feira (6), um dos envolvidos suspeito de fuzilar a viatura da polícia civil. O homem identificado como Level de Freitas Vilhino, 27, foi encontrado na Rodovia Am 010.

Segundo a polícia, a prisão do criminoso aconteceu enquanto ele tentava fugir, em um outro veículo próximo à barreira.

Outros dois suspeitos de envolvimento no caso seguem foragidos. Para o titular da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), general Carlos Alberto Mansur, a prisão mostra a resposta rápida do sistema de segurança pública à ocorrência.

“Três horas após a ocorrência, nós já tivemos a prisão do primeiro suspeito. Com a utilização do nosso equipamento, do nosso Paredão, e também com as polícias nas ruas, conseguimos com isso a prisão do primeiro suspeito. Estávamos também com o auxílio do nosso helicóptero percorrendo a área. Isso aí para demonstrar a ação rápida da Polícia Militar e da Polícia Civil nessa ocorrência. Determinação do governador Wilson Lima, esse tipo de ocorrência não pode ficar nessa situação. Foi uma resposta rápida e, com certeza, com esse suspeito preso, teremos elucidação do caso e a prisão de outras pessoas envolvidas”, afirmou o secretário.

Level foi conduzido a sede da Delegacia Geral (DG).Ele já tem passagem pela polícia, em 2019, foi preso com um comparsa, com armas de fogo, que seriam utilizadas em ataques contra rivais.

Ocorrência 

Por volta das 14h desta quinta-feira, uma viatura do 1º Dip, quando chegava ao Fórum Henoch Reis, na zona centro-sul de Manaus, foi fechada por outros dois veículos, que efetuaram disparos de arma de fogo, do tipo fuzil, contra a viatura.

Durante o atentado, dois policiais civis foram feridos e outros três presos, que estavam dentro da viatura, foram atingidos. Os agentes foram encaminhados a um pronto-socorro e estão bem, em casa. Um dos presos foi a óbito no local e os outros dois foram socorridos por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Não há informações sobre o estado de saúde deles.

“Cumprimos a determinação do nosso governador e fomos às ruas. Usamos o cerco inteligente, identificamos um dos autores, a Polícia Militar fez toda a parte de cerco, o Core (Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais), recém-criado, acabou por abordar o suspeito, prender o suspeito e ele está sendo encaminhado para a Delegacia de Homicídios. Mas, antes, a gente vai fazer local, verificação e as perícias necessárias para que a gente possa subsidiar de prova a participação dos demais”, reforçou a delegada-geral da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Emília Ferraz.


Nenhum comentário