Últimas do Mix

Matilha de cães de rua matam homem na Argentina

 

Imagem ilustrativa

Um homem de 53 anos foi morto no último domingo (3/4) atacado por uma matilha de cães de rua na entrada do Parque Tecnológico Ambiental de San Juan, na comunidade de La Bebida, na Argentina. Ele trabalhava no local controlando a entrada de caminhões de lixo, informa o jornal argentino Río Negro.

A vítima foi identificada como Néstor Daniel Morales, que, segundo testemunhas citadas pelo periódico, “foi mordido por cerca de 10 a 15 cachorros que vagavam pela área há alguns dias”, na cidade que fica a cerca de 10 km da capital da província argentina de San Juan.

Os companheiros de Morales afirmam que, enquanto estavam trabalhando em um galpão, a três quilômetros da entrada do parque, ouviram “latidos e gritos desesperados de uma pessoa”.

Quando chegaram ao local, viram como “os animais atacavam Nestor, que estava no chão com a roupa rasgada e muitos ferimentos, e ele nem se defendia mais”, afirmam citados pelo Río Negro.

Usando o veículo e pedras, conseguiram afastar os cachorros do corpo do colega de trabalho, que foi levado para o Hospital Marcial Quiroga, mas devidos aos ferimentos, chegou morto ao centro médico.

Em comunicado citado pelo jornal argentino, a prefeitura de Rivadavia, que responde por La Bebida, confirma que o trágico evento ocorreu no Parque Tecnológico Ambiental, vinculado à Secretaria de Estado de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de San Juan. “Uma pessoa foi morta por uma matilha de cães, e dadas as declarações feitas esta manhã [segunda, 4/4] pelo secretário Francisco Guevara, através das quais culpou os municípios pelo problema dos cães de rua, em particular o município de Rivadavia, esclarecemos que não temos qualquer responsabilidade pelos acontecimentos, sendo da exclusiva responsabilidade e competência do secretário de Estado do Ambiente”.



Trends BR*

Nenhum comentário