Últimas do Mix

Vídeo: “Mendigo pegador” passa dos limites e beija mulher à força

 

Reprodução

Givaldo Alves de Souza viralizou na internet, recentemente, devido à uma situação peculiar. O homem, que até pouco tempo vivia como uma pessoa em situação de rua no Distrito Federal, ficou conhecido como o “mendigo pegador” por ter tido relações sexuais com uma mulher e, por isso, ter sido espancado pelo marido dela. Após o episódio, a nova “subcelebridade” se envolveu em mais uma situação polêmica: beijou o rosto de uma mulher à força.

Foto: YouTube

A vítima se trata de uma fã de Givaldo, que o chamou para tirar uma foto. Ela estava entre outras pessoas que também queriam falar com o homem e foi assediada.

Ao ser agarrada, a mulher empurrou ele e conseguiu sair de perto, mas, mesmo assim, levou um beijo na bochecha contra sua vontade. Confira:

Os rumores de que Givaldo Alves de Souza, que recentemente ficou conhecido como o “mendigo pegador“, foi contratado pela Love Funk estão ganhando cada vez mais força e muita gente tem criticado a atitude da gravadora. MC Hariel, um dos maiores funkeiros da atualidade, foi um que reprovou bastante essa ideia e até comentou sobre o assunto em suas redes sociais.

Anteriormente, MC Hariel havia dito que o cenário do funk tinha virado uma palhaça e até se desculpou pelas palavras. No entanto, com a repercussão do caso da Love Funk, voltou a dizer que a situação está triste. “Isso aí é mais uma imagem de como a gente vê que o dinheiro, o hype… O bagulho, infelizmente, tá sobressaindo o talento e o desejo de coração de subir no palco e tocar a p*rra de um funk“, declarou.

Mesmo assim, o MC fez questão de dizer que não estava falando especificamente sobre a Love Funk. “Não tô falando da Love Funk, não tô falando da Kondzilla, não tô falado de nada. Eu tô falando que a maioria dos empresários, o foco dos empresários para achar uma pessoa hoje é se ela já tiver um hype“, completou.


Nas redes sociais, muita gente tem concordado com a opinião de MC Hariel. Veja:



Fonte: Portal Pop Line

Nenhum comentário