Últimas do Mix

Bombeiros evitaram que fogo se alastrasse em fábrica no Armando Mendes

FOTO: Divulgação/CBMAM

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) evitou que um incêndio de grandes proporções atingisse 100% da fábrica PCE – Placibrás da Amazônia, na manhã desta segunda-feira (30/05), na avenida Autaz Mirim, bairro Armando Mendes, zona leste de Manaus. As equipes de combate isolaram o fogo na parte da frente e evitaram que as chamas chegassem em outros dois galpões do estabelecimento, repletos de materiais inflamáveis.

A ocorrência foi registrada no Centro de Operações Bombeiro Militar (Cobom) às 8h50 e a primeira viatura chegou ao local em quatro minutos. Foi constatado que o fogo tinha iniciado na sala das máquinas e de imediato a equipe de serviço isolou as chamas para que não chegassem nos galpões da parte de trás da fábrica, onde dezenas de papel estavam armazenados em prateleiras.

Não foi registrado nenhuma vítima e todos os funcionários foram liberados. De acordo com o Comandante dos Bombeiros da Capital, coronel Sulemar Barroso, as chamas só se alastraram porque o material que a empresa trabalha é de fácil combustão.

FOTO: Divulgação/CBMAM

“A ação dos bombeiros foi isolar a área da frente da fábrica onde começou o incêndio para que não atingisse outras áreas. Realizamos combates aéreos com a viatura Auto Bomba Plataforma para resfriar o ambiente com a finalidade que nossas equipes pudessem realizar o combate por dentro do imóvel”, disse o comandante.

“Como o material é de fácil combustão, por se tratar de papel, as chamas se espalharam rapidamente na sala de máquinas. Mas graças a nossa ação rápida, o fogo não chegou nos galpões de trás”, concluiu Sulemar.

FOTO: Divulgação/CBMAM

Durante toda manhã, foram deslocados para a ocorrência 14 viaturas e 52 bombeiros que utilizaram 126 mil litros de água. Os bombeiros ainda contaram com o apoio da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) que fez o corte do gás para dentro a empresa, Águas de Manaus, Defesa Civil do Estado, Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) e do Grupo de Resgate e Emergência Médicas (GREM). 

Nenhum comentário