Últimas do Mix

Ex-goleiro Bruno tem prisão decretada por não pagar pensão ao filho com Eliza Samudio

 

Mãe de Eliza já havia dito que Bruno não pagava pensão (Reprodução/Instagram + Arquivo pessoal/Sônia Samudio)

O ex-goleiro Bruno Fernandes teve a prisão decretada nessa sexta-feira (27) por uma dívida de pensão alimentícia ao filho que teve com Eliza Samudio, o Bruninho. A decisão do juiz Alexandre TsuYoshi Ito, do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), foi divulgada pelo jornal Extra.

A mãe de Eliza Samudio já havia dito, em 2019, que o ex-atleta não pagava a pensão alimentícia. “Dizem que crio meu neto por causa de pensão. Que pensão? Ele nunca pagou pensão”, afirmou Sônia Samudio na ocasião.

De acordo com o Extra, o decreto também determina o pagamento de cerca de R$ 60 mil, referentes a dois salários mínimos por mês, desde janeiro de 2020. Um outro processo, que ainda corre na Justiça, exige que o ex-goleiro Bruno pague aproximadamente R$ 3 milhões em pensão a Bruninho, desde o nascimento do filho.

“Conste que o cumprimento de prisão não exime o devedor do pagamento das pensões devidas; somente o pagamento das prestações devidas, incluídas as que venceram ao longo do processo, até a data do efetivo pagamento, suspende a ordem de prisão”, diz o documento expedido ontem.

Bruno Fernandes cumpre pena em regime aberto pelo assassinato de Eliza Samudio, cometido em 2010, e hoje mora em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, onde pode ser preso a qualquer momento. O BHAZ procurou a advogada do ex-atleta, mas não obteve retorno.


Relembre o caso

Bruno Fernandes foi condenado a 22 anos e 3 meses de prisão. As acusações foram assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e sequestro e cárcere privado de Bruninho. A pena do ex-goleiro aumentou ao ser considerado pela Justiça como mandante do crime, mas reduzida depois que confessou os delitos. Há dois anos, o mineiro cumpre pena em regime semiaberto.

Depois que saiu da prisão, o jogador recebeu várias propostas de contração, sendo uma delas do time mineiro Poços de Caldas FC. Na época, Sônia, a mãe de Eliza Samudio, concedeu entrevista exclusiva ao BHAZ. “Eu sou a favor do condenado trabalhar, não sou contra a ressocialização, mas ele matou uma pessoa brutalmente, e me assusta pensar que ele pode ser ídolo de uma criança”, afir

O ex-goleiro tentou retornar ao futebol em diversas oportunidades, mas todas marcadas por polêmicas. No ano passado, o mineiro entrou oficialmente no time acreano Rio Branco, onde marcou o primeiro gol, depois de mais de 10 anos, período no qual ficou preso. Quando confirmada a contratação pelo Rio Branco, a técnica do time feminino, Rose Costa, pediu demissão da agremiação.

Com os impeditivos no futebol, Bruno chegou a anunciar que deixou de vez o esporte e que estava focado em trabalhar com investimento financeiro, mas, agora, atua por uma equipe de futebol amador.

Em fevereiro deste ano, o jornal Extra anunciou que o ex-atleta abriria uma lanchonete com outros sócios na periferia de São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O negócio teria como foco a venda de açaí.


Fonte: BHAZ

Nenhum comentário