Últimas do Mix

VÍDEO: bungee jumping arrebenta e quase causa uma tragédia em Salta, na Argentina

 

Reprodução

O que seria um passeio com amigos na manhã do último sábado (7/5) quase terminou em tragédia na represa de Cabra Corral, em Salta, na Argentina. Um jovem decidiu praticar bungee jumping e se jogou de uma ponte de 40 metros de altura. Porém, a corda arrebentou e ele caiu de cabeça na água.

No vídeo do acidente, que foi gravado por um dos amigos e rapidamente viralizou nas redes sociais, dá para ver o momento em que o rapaz ouve as ordens do instrutor antes de se jogar no vazio. “Tincho está pronto para se jogar. Let's go Tin...”, grita o amigo que está fazendo a gravação, citado pelo site argentino Infobae, antes de se surpreender com a corda arrebentando.

“O que aconteceu?”, diz uma mulher enquanto observa a “quase tragédia”. “Ela arrebentou”, responde, surpreso, o homem que registrou toda a sequência com o celular.

Segundo o Infobae, testemunhas disseram que um barco da empresa de bungee jumping resgatou o turista da água e o levou para as margens e, em seguida, foi transferido de ambulância para uma clínica privada onde permaneceu internado devido aos ferimentos.

No vídeo, é possível perceber que a vítima não perdeu a consciência quando bateu na água e permaneceu flutuando até ser resgatado.

O bungee jumping é considerado um esporte radical e já causou vários acidentes nos últimos anos. A corda elástica que segura o usuário pelos tornozelos permite que caia acelerado até certa altura, quando ocorre a desaceleração abrupta. Normalmente, a pessoa pode optar por tocar a água ou não e, após o salto, é baixada para um barco ou uma equipe de apoio que a retira do aparelho.

Dez anos atrás, de acordo com o Infobae, algo semelhante ao registrado no vídeo atual aconteceu em La Reja, na Argentina. Duas pessoas morreram após saltar de um guindaste de 25 m de altura. Os cálculos falharam e eles morreram ao se chocarem contra o solo.

Um vídeo feito na época por um amigo das vítimas confirmou que na queda de três segundos as duas pessoas se chocaram contra o chão, sendo que à esquerda havia um colchão preparado para ser uma contenção, em caso de algum inconveniente.

As autópsias determinaram que ambos morreram de “parada cardiorrespiratória traumática” em decorrência de “politraumatismo”, incluindo trauma cervical grave e múltiplas lesões viscerais com múltiplos fenômenos hemorrágicos, todos produto do impacto dos corpos contra o solo, revela o site argentino.

Fonte: Trends BR

Nenhum comentário