Últimas do Mix

Ódio animal: elefante mata idosa, comparece ao funeral e pisoteia o cadáver dela

 

Pixabay

Um elefante com muito ódio no coração matou uma senhora de 70 anos na Índia e, não satisfeito, foi ao funeral dela e pisoteou o cadáver. O caso foi registrado no estado de Odisha, na quinta-feira (9).

Segundo a polícia local, Maya Murmu foi morta pisoteada pelo paquiderme enquanto pegava água em um poço. Maya foi levada a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo depoimentos, o animal "surgiu do nada", cerca de 200 km distante do santuário de vida selvagem de Dalma, onde vários deles vivem.

Mas o caso não terminou por aí. Durante os últimos ritos do funeral, o mesmo elefante apareceu, tirou o corpo da pira funerária — uma estrutura de madeira onde os mortos são queimados em cerimônias, geralmente hinduístas — e o pisoteou novamente.

O funeral só prosseguiu quando o animal foi embora. De acordo com a agência Press Trust of India, ninguém ficou ferido durante o novo ataque, uma vez que o animal parecia interessado apenas no cadáver.


Conflitos na região

O caso é apenas o mais recente de um conflito entre humanos e elefantes na região. A região de Odisha é rica em minerais, e construtores de indústrias utilizam técnicas violentas para espantar os paquidermes e ter acesso aos recursos.

Nos últimos 20 anos, ao menos 1.356 elefantes foram mortos em Odisha, de acordo com autoridades locais de vida selvagem.

Por causa de conflitos como esse, é relativamente natural que os animais se sintam cada vez mais ameaçados pela presença de humanos, segundo especialistas, e novos ataques podem acontecer.



R7*

Nenhum comentário