Últimas do Mix

Prefeitura amplia oferta de testes rápidos em unidades de saúde a partir desta terça-feira, 28/6

Foto: divulgação 

Considerando a mudança do cenário epidemiológico que aponta o aumento do número de casos de Covid-19 na capital, saindo de  22 para 158 casos diários confirmados nos últimos 15 dias,  a Prefeitura de Manaus amplia o número de pontos de testagem rápida em suas unidades de saúde, a partir desta terça-feira, 28/6. A rede básica de saúde, que ofertava o teste em 28 estabelecimentos, passará a ofertar o procedimento em mais 24, totalizando 52 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com o serviço de  testagem rápida, uma importante estratégia para o enfrentamento ao novo coronavírus.

O anúncio da ampliação foi feito pelo titular da Secretaria Municipal de Saúde, Djalma Coelho, que explicou que a medida tomou como base os dados registrados nos boletins epidemiológicos divulgados pela Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), e que, além da testagem rápida nos estabelecimentos da secretaria, a rede está sendo reordenada para o acolhimento dos usuários.

"A testagem rápida tem se mostrado muito eficaz para conter o avanço dos casos, uma vez que a pessoa com resultado do teste positivo já inicia o tratamento e fica isolada, diminuindo a transmissibilidade. Estamos monitorando o cenário epidemiológico em Manaus e queremos nos antecipar ofertando esse procedimento, que dura aproximadamente 15 minutos e permite que a população possa iniciar o tratamento logo, para evitar que as formas graves da doença se manifestem”, salientou.

Os testes rápidos serão ofertados nas unidades da Semsa que podem ser conferidas pelo link bit.ly/ubscovidmanaus. Djalma Coelho assinalou que o serviço de testagem rápida de antígeno deve ser solicitado pelas pessoas que estiverem com os sintomas iniciais da doença, que incluem febre alta, dor de cabeça, tosse, dor na garganta e indisposição, por sete dias, no máximo.

Cuidados

Na última sexta-feira, 24/6, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs Manaus) emitiu alerta acerca do aumento dos casos de síndromes gripais na capital e reforçou a importância do cumprimento do Decreto 5.282, de 29 de março deste ano, que recomenda a obrigatoriedade  da utilização de máscara de  proteção respiratória para idosos 70 anos ou mais, pessoas com sintomas gripais, imunossuprimidos, profissionais de saúde no exercício de suas funções, usuários do sistema de saúde público e particular e profissionais e usuários de meios de transporte coletivo e compartilhado.

O titular da Semsa destacou que,  além da ampliação da oferta de testes rápidos de antígeno e RT-PCR, que já está sendo seguida pelo município, a vigilância epidemiológica para identificação precoce das síndromes gripais, a priorização do atendimento aos usuários com suspeita ou confirmação de síndrome gripal e Covid-19 e a notificação imediata de casos suspeitos, também estão sendo reforçados.

Djalma Coelho informou ainda que as equipes de saúde da rede municipal também foram orientadas quanto a intensificação do rastreamento e monitoramento dos casos confirmados de infecções causadas pelo novo coronavírus e seus respectivos contatos, bem como da necessidade do reforço das orientações acerca das medidas preventivas como distanciamento físico, etiqueta da tosse, uso de máscara e higienização das mãos.

"Mas, devemos salientar que somada a esses cuidados, a vacinação é a melhor forma de enfrentamento da Covid-19. Por isso, apelamos que a população continue se protegendo com as doses de reforço das vacinas, que protegem contra as formas graves da doença. Não devemos relaxar. Essa doença ainda é um desafio para os sistemas de saúde, e, nessa guerra, o apoio da população é essencial”, afirmou.

 Desde janeiro de 2021, a Prefeitura de Manaus vem ofertando as vacinas contra a Covid-19 em todas as zonas geográficas da capital, que além dos dias úteis, também funcionam aos sábados. Os pontos de vacinação podem ser conferidos por meio do link bit.ly/localvacinacovid19.

Reordenamento

A Rede de Atenção Primária em Saúde está sendo reordenada devido a mudança do cenário epidemiológico. O fluxo de acolhimento seguirá duas frentes de trabalho: uma destinada a atender os usuários com sinais de síndromes gripais e o outro direcionado para as demais demandas. As medidas de prevenção, com reforço na higienização das mãos e uso de máscara, serão reforçadas e a temperatura dos usuários será verificada.

Outra ação contempla  o distanciamento de 1,5 metro entre os usuários que buscam o serviço na Unidade, com identificação das cadeiras, sempre que possível.


Nenhum comentário