Últimas do Mix

Doença da urina preta: Amazonas registra 22 casos, diz FVS

 

Foto: reprodução 

Um novo boletim epidemiológico, divulgado nesta segunda-feira (25), atualiza o cenário da doença da Urina Preta, a rabdomiólise por doença de Haff no Amazonas. O boletim destaca que foram notificados 22 casos da síndrome de 1º de janeiro de 2022 até 20 de julho, sendo 19 atendendo à definição de compatibilidade com a doença e 3 casos foram descartados.

Dos 19 casos compatíveis com doença, 16 são de Itacoatiara (a 176 quilômetros a leste de Manaus), 1 em Itapiranga (a 227 quilômetros a leste de Manaus), 1 em Parintins (a 369 quilômetros a leste de Manaus) e 1 em Tabatinga (a 1.108 quilômetros a oeste de Manaus).

A investigação acerca dos casos é extremamente criteriosa. Os sinais e sintomas mais frequentes, entre os casos compatíveis, são: mialgia (dor muscular), mal-estar, náuseas, dor abdominal e dormência. Quanto às espécies de peixes consumidas pelos casos compatíveis com a doença de Haff estão pacú, tambaqui, curimatã e pirapitinga. Todos os peixes consumidos eram de vida livre.

Entre os casos compatíveis, quatro apresentavam pelo menos um fator de risco, como diabetes mellitus e hipertensão entre as comorbidades.

Foto: divulgação 




Nenhum comentário