Últimas do Mix

Acusado de matar cantor Romarinho Mec e influencer é executado no Cacau Pirêra


Foto: divulgação

Luan de Sousa Medeiros, de 28 anos, o “Luanzinho”, foi morto a tiros na madrugada deste domingo (28), no bairro Mutirão, no Cacau Pirêra, distrito de Iranduba (distante a 36 quilômetros de Manaus). Ele era suspeito de participar da morte do cantor de forró da banda Forró Di Respeito, “Romarinho Mec”, e do amigo dele, o digital influencer Illguiner
 Menezes.

Segundo a mãe de "Luanzinho", no momento do crime ela estava dormindo, quando ouviu disparos e em seguida se deparou com o filho morto no local.

Segundo a polícia, “Luanzinho” fazia parte de uma facção criminosa envolvida com o tráfico de drogas e a morte pode ter sido motivada por um possível com acerto de contas.

A polícia não descarta a hipótese da morte também ter sido por vingança.

 Luanzinho era acusado na mrte de Romarinho Mec e Illguiner Menezes

Luanzinho era procurado por suposto envolvimento na morte do cantor de forró Romarinho Mec, em uma casa de shows no bairro Tarumã, e na morte do influencer Illguiner Menezes,conhecido como “Biber” durante o velório do cantor. Outra vítima seria “Lucas Picolé” que conseguiu escapar durante o tiroteio.

Live

Illguiner estava fazendo uma live no seu instagram para mostrar o velório do cantor quando foi surpreendido e morto a tiros pelos suspeitos.

Videos disparados nas redes sociais mostraram o momento em que os homens iniciam os disparos.

O velório precisou ser cancelado e ocorreu na manhã do dia seguinte à portas trancadas.

Veja vídeo:




Nenhum comentário