Últimas do Mix

Saiba como observar chuva de meteoros Perseidas nesta sexta-feira

 

Reprodução

Se você sempre quis observar uma chuva de meteoros, terá uma boa chance na madrugada de sexta-feira (12) para sábado (13). É quando ocorre o pico da chuva dos meteoros Perseidas, um evento regular que é um dos mais aguardados no ano, já que eles tendem a deixar longos e brilhantes rastros no céu.

O fenômeno tem esse nome porque os meteoros parecem partir de um ponto comum (chamado radiante) no céu, na constelação de Perseu. Mas, na verdade, eles são fragmentos deixados para trás pelo cometa Swift-Tuttle, que cruzou a órbita da Terra em 1992.

A chuva dos Perseidas tem longa duração: começou em 17 de julho e vai até o dia 24 de agosto. Ou seja, caso você não possa observá-la neste final de semana, ainda terá mais algumas chances nos dias seguintes. Só tenha em mente que a quantidade de meteoros visíveis por hora vai diminuir com o passar dos dias.

Falando em quantidade, a estimativa para este ano é de até 24 meteoros por hora durante o pico, considerando um observador em São Paulo. Mas lembramos que essa estimativa leva em conta condições ideais de observação, incluindo céu limpo e um local longe da poluição luminosa das grandes cidades.

Infelizmente, de uma fonte de poluição luminosa não poderemos escapar: a Lua, que estará cheia (na verdade, será uma Superlua) bem no melhor momento. Isso ofusca o brilho dos meteoros mais fracos, reduzindo a quantidade total que poderá ser observada.

Simulação do céu de SP às 5h00 da manhã de 13 de agosto, mostrando a posição da constelação de Perseu, radiante da chuva dos meteoros Perseidas. (Imagem: Reprodução / Stellarium Web)

Quem quiser tentar a observação deve procurar o radiante, a constelação de Perseu, a partir das 2h30 da manhã, quando ela surgirá no horizonte a noroeste. Mas o melhor momento será pouco antes do amanhecer, por volta das 6 da manhã, quando a constelação estará mais alta no céu, mais alinhada com o norte.



Canal Tech*

Nenhum comentário