Últimas do Mix

Caixão com o corpo da rainha Elizabeth 2ª deixa o Castelo de Balmoral, na Escócia

Caixão com o corpo da rainha Elizabeth 2ª deixa o Castelo de Balmoral, na Escócia. REUTERS

O corpo da rainha Elizabeth 2ª deixou neste domingo (11) o Castelo de Balmoral rumo a Edimburgo. De lá, ele será transportado para Londres. Posteriormente, ficará exposto no Westminster Hall de quinta-feira (15) até a manhã do funeral, que acontecerá na Abadia de Westminster, em Londres, na segunda-feira (19).

O corpo de Elizabeth 2ª está em um caixão de carvalho coberto com o estandarte real da Escócia. Uma multidão aguardava do lado de fora do castelo para ver a passagem do cortejo.

"Cumpriremos nosso dever nos próximos dias com o coração partido, mas também com a mais firme determinação de garantir uma despedida adequada a uma das figuras definidoras de nossos tempos", disse o conde marechal, Edward Fitzalan-Howard, o duque de Norfolk.

Carro funerário carregando o caixão da rainha Elizabeth 2ª passa perto de Balmoral

A presença da polícia em Edimburgo aumentou significativamente neste domingo (11), enquanto a capital escocesa se preparava para a chegada do caixão da rainha.

Milhares de policiais patrulharam a Royal Mile até o Palácio de Holyrood, ponto final da viagem. Uma multidão de fãs da família real e espectadores se reúnem no local, esperando fazer parte de um 'momento histórico'.

Primeiro funeral de Estado em quase 60 anos

O Reino Unido se prepara para a "maior operação policial e de proteção" de sua história por ocasião do funeral da rainha Elizabeth 2ª.

A polícia está se preparando para garantir a segurança dos presentes, incluindo reis e líderes políticos mundiais. Milhões de pessoas são esperadas em Londres para o primeiro funeral de Estado realizado desde 1965, quando faleceu Winston Churchill, primeiro-ministro britânico que governou o país durante a Segunda Guerra Mundial.

Marcado oficialmente para 19 de setembro, a cerimônia acontecerá na Abadia de Westminster, no coração da capital, às 11h (07h00, em Brasília).

Sinal da importância desse momento histórico, o imperador japonês Naruhito poderá fazer sua primeira viagem ao exterior desde sua chegada ao trono do Crisântemo em 2019, segundo a imprensa.

A cerimônia também deve contar com a presença de líderes mundiais e o rei Charles 3° declarou que a data será feriado nacional.


*R7

Nenhum comentário