Últimas do Mix

Prefeitura de Manaus encerra ‘Primavera dos Museus’ ocorrido simultaneamente com outros estados

Foto – Oliveira Júnior / Manauscult
 A Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), encerrou, nesta sexta-feira, 23/9, as atividades da 16ª edição da “Primavera dos Museus”, que ocorreu em nível nacional, simultaneamente com outros estados, cujo tema foi “Independências e museus: outros 200, outras histórias”.

Aqui em Manaus a programação foi voltada a visitas monitoradas, saraus e palestras em espaços públicos como em museus, na biblioteca municipal e no Centro Cultural Oscar Ramos. Para o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, o evento foi um sucesso por atingir um número maior do que o esperado, de alunos, turistas e pessoas interessadas em artes e fatos históricos de um modo geral.

“Superamos todas as expectativas que aqui foram colocadas nesta imersão cultural. Certeza que estamos levando uma boa fatia de arte e história para aqueles que se interessam em saber um pouco das nossas origens. Manaus é isso: cultura e história”, completou Oliveira.

Segundo o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) mais de 700 museus participaram desta nova temporada e 2.285 eventos foram programados em todo país, com atividades como exposições, shows, apresentações teatrais, seminários e visitas mediadas. A “Primavera dos Museus” em Manaus recebeu cerca de 150 pessoas.

“Hoje, é o encerramento da semana nacional da Primavera dos Museus. Aqui é no Óscar Ramos que é o bicentenário da independência e o nosso tema é ‘Arte e Diversidade’, com músicas de pretos cantadas pelo nosso funcionário Paulo Sadi. A importância é valorizar os museus e trazer o público nosso, o amazonense; o público de fora para conhecer principalmente o Óscar Ramos e os outros. Valorizar nossa cultura”, disse o gestor do Centro Cultural Óscar Ramos, Estevam Jorge Filho.

Para a estudante Vitória Costa, de 20 anos, a programação da “Primavera dos Museus” foi pensada com maestria pois conseguiu chamar a atenção até mesmo daqueles que ainda não haviam tido contato com a história de Manaus.

“Eu estou achando uma ótima programação principalmente porque ela traz essa visibilidade para o Paço, além dos outros eventos que ocorrem aqui e também é uma forma de se conectar com a cultura e com os espaços culturais ao redor da nossa cidade”, ressaltou.




Nenhum comentário