Últimas do Mix

Vídeo: Homem descumpre medida protetiva, atropela e agride a ex

Mulher atropelada e agredida por homem em Fortaleza sofreu ferimentos na perna e no rosto — Foto: Reprodução

Uma vendedora de 35 anos foi prensada com um carro contra um portão e agredida pelo ex-companheiro quando chegava ao edifício onde mora, no Bairro Jacarecanga, em Fortaleza. O caso ocorreu no domingo (13), na frente de uma criança de três anos, filho da vítima com o agressor.

 

A câmera de segurança do prédio registrou o momento em que a mulher desceu de um carro e foi até o portão do prédio. Um segundo veículo chegou ao local conduzido pelo ex-companheiro dela, que acelerou o carro, prensando a vítima contra o portão.

 

Em seguida, o agressor, de 43 anos, afastou o carro, desceu do veículo e atingiu a mulher com golpes com a chave do carro, além de socos e puxões de cabelo. Durante a ação, o homem xingou a ex e ameaçou de matá-la.


A amiga da vendedora tentou socorrê-la, mas também foi agredida pelo homem com golpes de chave na cabeça. O homem só parou quando as mulheres conseguiram entrar no prédio. Ele fugiu do local.

 

A vendedora, que se relacionou com o suspeito por cerca de cinco anos e já tinha uma medida protetiva contra ele, ficou com sangramentos no rosto e na cabeça, devido as furadas com a ponta da chave. A amiga dela também ficou ferida.


Veja vídeo:


Uma ambulância do Samu foi chamada, e as mulheres foram socorridas ao Hospital Distrital Evandro Ayres de Moura (Frotinha Antônio Bezerra), enquanto a criança ficou aos cuidados de um familiar.

 

Nesta terça-feira (15), a vendedora registrou um Boletim de Ocorrência contra o ex-namorado na Delegacia de Defesa da Mulher. No depoimento, a vítima relatou a polícia que chorou muito quando o filho a viu lesionada e que a criança chegou a falar para ela "meu pai fez dodói na mamãe, não quero o papai".

 

A Polícia Civil informou que apura uma denúncia acerca de descumprimento de medida protetiva no âmbito de violência doméstica, ocorrido na madrugada do último domingo.

 

"Um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado nessa segunda-feira (14) e solicitado um exame de corpo de delito. O caso está a cargo da Delegacia Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza, unidade especializada da Polícia Civil", disse a polícia. 

 

Fonte: G1

Nenhum comentário