Últimas do Mix

Jovem é presa por suposto envolvimento na morte de líder comunitário em Manaus

Foto: Divulgação
Mikaelen Ferreira de Almeida, de 20 anos, foi presa nessa segunda-feira (23), acusada de envolvimento na morte do ex-líder comunitário Francisco Ribeiro Reis, de 50 anos, chamado carinhosamente de 'Chiquinho'. A morte ocorreu na madrugada do dia 16 de outubro de 2022, na Avenida Cristo Rei, bairro Coroado, zona Leste de Manaus.

De acordo com a Polícia, enquanto estava sendo encaminhada para realizar o corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), a suspeita se declarou inocente. 

“Ele ('Júnior Menor') falou bem assim para mim, ‘vem aqui se não eu vou cometer o maior erro da minha vida’. O rapaz (a vítima) ainda falou para eu ir até lá e tentar convencer ele (Júnior Menor) para não fazer nada com ele”, relatou a investigada.

“Eu fui, mas não adiantou de nada. Eu tentei convencer ele de todas as formas. Mandei ele pensar no filho dele, mas não adiantou de nada. Ele tava sob efeito de drogas e nem sabia quantos dias ele tava amanhecido. Já fazia três meses que estávamos separados. Eu sou inocente. Eu estou ciente de que eu não fiz nada. Eu estava bastante com medo dele fazer algo comigo também”, detalhou a mulher.

As investigações que estão sendo realizadas na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), afirmam que Lander de Souza Diniz Júnior, de 18 anos, vulgo ‘Júnior Menor’, é quem matou a vítima com golpes de tesoura e que Mikaelen, companheira dele, estava na casa do ex-líder comunitário e teria supostamente ajudado no crime, e depois disso, o casal fugiu do local, levando o dinheiro da vítima e indo a um supermercado.

Nenhum comentário