Últimas do Mix

Vítimas de ataque à faca na Alemanha eram todas mulheres. Três morreram

Foto: Getty Images

Todas as vítimas do ataque à faca levado a cabo esta sexta-feira à tarde por um jovem natural da Somália, de 24 anos, no centro da cidade de Wuerzburg, na Alemanha, foram mulheres, avança a Reuters. Tanto as três pessoas que morreram como as outras cinco que ficaram feridas pertenciam ao sexo feminino. Aparentemente, o suspeito não conhecia as vítimas.

Esta informação chega num momento em que as autoridades ainda estão a tentar perceber quais as motivações do homem - que vivia na cidade desde 2015 - para perpetrar o ataque. O somali foi detido pela polícia após ter sido baleado numa perna - e encontra-se livre de perigo. 

Um alto funcionário de segurança da Baviera, Joachim Herrmann, disse que o suspeito era conhecido pela polícia e tinha sido admitido "à força" numa unidade psiquiátrica alguns dias antes.

"Ele já chamou a atenção nos últimos meses por meio da violência e foi internado à força numa instituição psiquiátrica. Em qualquer caso, é claro que não parece haver outros perpetradores", foram as palavras do governante, citado pelo Bild. 

Herrmann disse ainda à agência de notícias dpa, na sexta-feira à noite, que não podia descartar um motivo extremista islâmico, porque uma testemunha tinha relatado ter ouvido o suspeito gritar 'Allahu Akbar' - 'Deus é Grande', em árabe.

De recordar que as forças policiais locais foram alertadas por volta das 17h00 locais (16h00 em Portugal Continental) de ontem sobre a ocorrência de um ataque com uma arma branca. Foi criado um perímetro de segurança em redor da Barbarossaplatz, onde tudo aconteceu. 

Imagens reveladas nas redes sociais mostram um atacante com uma máscara a envergar uma faca e a confrontar-se com os populares na famosa praça da cidade. Um grande dispositivo policial foi chamado ao local.

Nenhum comentário